29 agosto, 2014

Hamburgueria 21

Já sabemos que em Lisboa as hamburguerias têm aparecido como se fossem cogumelos e eu confesso-me algo céptica em relação às mesmas... seja pelos hamburguers pouco originais, seja pela fraca qualidade da carne, falta de tempero e por aí fora. 
Ora bem, a Hamburgueria 21 não é nada disso, e ainda bem! E tendo ainda em conta que abriu há cerca de 2 meses, acho que vai por um bom caminho.



Começando pelo espaço em si, tem uma sala ampla e com muita luz, onde predomina a madeira, elementos feitos com material reciclado e outros com toque vintage, tem várias mesas e espaço suficiente entre elas para que tenhamos privacidade q.b. 
O staff é jovem, simpático e disponivel, não são intrusivos mas são atenciosos q.b. vindo de tempos a tempos perguntar se estamos a gostar da refeição.
Para a estreia, escolhemos o atrevido e o guloso, para acompanhar limonadas de kiwi e morango. 



As limonadas, feitas com fruta verdadeira, eram muito saborosas, achei que a de kiwi estava no ponto e a de morango um pouco ácida demais para o meu gosto pessoal. 




Os hamburguers chegaram rapidamente (talvez em 10 minutos), tinham um aspecto fantástico e abundante, acompanhados por batata frita e salada. 
O guloso estava divinal, com a carne bem temperada e grelhada como pedi (médio), o pão torrado, o agrião e o tomate frescos, o bacon estaladiço e a cebola e cogumelos muito saborosos, todos os elementos conjugavam na perfeição!
Já o atrevido faz mesmo jus ao nome ;) com um molho chilli caseiro (que faz toda a diferença!) conjugando com a carne deliciosa e bem temperada é realmente fantástico! Talvez por isso era um dos mais pedidos. 
O único ponto negativo a destacar é o facto de achar a quantidade de batatas fritas insuficiente.



Para finalizar, gelado de chocolate de mousse de chocolate para sobremesa, o gelado era bom... mas a mousse era fantástica! Mousse verdadeira, cremosa e deliciosa.



Falámos algum tempo com o dono e deixámos 2 sugestões: o facto de o letreiro ser pouco visível à noite e a criação de um hambúrguer de frango. Ao que parece, o hambúrguer de frango já está pensado, falta apenas baptiza-lo e incluir na ementa.
Pode ter sido a nossa 1ª visita mas não será certamente a última!

Livros sobre gelados

Hoje trago-vos um post dedicado a livros, mais precisamente livros de receitas de gelados!
Todos eles contêm receitas de gelados, sorbets, granitas e os vários molhos para acompanhar os gelados e eventualmente outras sobremesas.
Apenas um deles está em português, os outros dois estão a inglês e não estão disponíveis em português; e podem ser adquiridos online (sinceramente nunca os vi à venda em livrarias por cá).



Noções básicas de como preparar gelado caseiro (higiene, temperatura, medidas, ingredientes base).
Tem uma receita-base que depois sofre diversas variações e assim se transformar em outros sabores; são mais de 50 receitas, desde gelado, receitas de sorbet e granita, batidos, ice cream balls (sorbet por dentro e gelado por fora) e toppings.


Podem encontrar à venda no site Book Depository e na Amazon.


Novamente, as noções e ingredientes básicos para fazer um gelado caseiro perfeito!
Gelados, sorbets e granitas, com sabores mais tradicionais ou invulgares e exóticos, molhos e outros toppings completamente decadentes, pralines e outras sobremesas deliciosas.


Podem encontrar à venda na Wook, no Book Depository e na Amazon.


O único livro em português e o mais acessível em termos de custo, é já bastante completo e diversificado para quem queira começar a fazer gelados e a ter ideias de sabores diferentes.
Mais de 100 receitas de gelados tradicionais ou nem tanto, com fruta fresca, com natas ou leite de soja e outras sobremesas geladas.


Podem encontrar à venda na Wook.

28 agosto, 2014

Oportunidades Wook - até 40%

Mais uma campanha fantástica da Wook!
Desta vez, são descontos até 40% e com oferta dos portes em encomendas superiores a 14€.

Veja todos os livros com desconto aqui.



Frango balsâmico

As receitas mais leves estão na ordem do dia! E se a receita além de leve, for saudável e rápida a preparar, então temos uma combinação fantástica.
A receita que vos trago hoje é tudo isso, sendo mais uma receita baseada no livro da nutricionista Ágata Roquette, é muito fácil de preparar e fica pronta num instante... Depois, basta acompanhar com os vossos vegetais salteados preferidos.




Ingredientes:
4 bifes de frango, cortados ás tiras
2 c. sopa azeite
1 cebola grande picada
1 lata de cogumelos laminados
Sal q.b.
Pimenta q.b.
3 c. sopa vinagre balsâmico
2 c. sopa água
1 c. chá mostarda
1 pacote natas light


Preparação:
- Numa frigideira pré-aquecida, deite o azeite e junte a cebola e deixe refogar.
- Junte depois as tiras de carne e os cogumelos, tempere com sal e pimenta, deixe saltear. Retire da frigideira e reserve quente.
- Na mesma frigideira, coloque o vinagre balsâmico e a água, deixe levantar fervura e depois adicione as natas e a mostarda.
- Junte à frigideira o preparado de carne e cogumelos reservados, envolva no molho e deixe cozinhar por alguns minutos.
- Acompanhe com vegetais salteados.


Fonte - Receita adaptada do livro "As receitas a dieta dos 31 dias"

27 agosto, 2014

Lombos de pescada com molho de caril

Eu adoro peixe, principalmente nesta altura uma bela posta de salmão ou perca ou ainda uma douradinha fresquinha bem grelhada, temperada apenas com sal e um fio de azeite sabe realmente bem.
Mas confesso que ás vezes sou um pouco preguiçosa e adoro a conveniência dos medalhões, lombos ou tranches, igualmente saborosos e já sem espinhas.
O tempo por vezes é escasso e não permite grandes invenções ou preparações complicadas, por isso nada melhor que uma receita simples e saborosa... que além de muito práctica, tem aqueles sabor e aromas que tanto aprecio!




Ingredientes:
400g lombos de pescada
1 lima
2 dentes de alho picados
1 c. sopa óleo de amendoim
½ c. chá de caril em pó
½ c. chá de cominhos em pó
½ c. chá de gengibre fresco ralado 
200ml leite de coco
1 malagueta vermelha, fresca, picada sem sementes
Coentros picados q.b.
Sal q.b.




Preparação:
- Tempere os lombos de pescada com sal e sumo de lima.
- Num tacho, deite o óleo e junte o alho, o gengibre, o caril e os cominhos, mexa para envolver todos os ingredientes e deixe alourar ligeiramente.
- Adicione o leite de coco e deixe ferver.
- Junte a malagueta e quando o molho já estiver cremoso, adicione os lombos de pescada.
- Deixe cozinhar por 10 minutos.
- No final, junte os coentros e mais malagueta picada, acompanhe com arroz basmati.




Fonte - Receita adaptada da revista Saúde à mesa nº 95

26 agosto, 2014

Mil-folhas de fruta

Foi a 14 de Agosto que a minha avó celebrou 77 primaveras.
Já é a única avó que me resta, e por ter sido sempre a única neta, os mimos trocados são sempre mais que muitos. Por isso, ainda que as sobremesas, mas principalmente os bolos não sejam a minha especialidade, achei que deveria fazer algo especial.
Não quis fazer nada de complicado nem que demorasse demasiado tempo a preparar e como a fruta tem estado sumarenta e deliciosa, quando vi esta ideia de fazer um mil-folhas com fruta numa das revisas Continente Magazine, achei que era capaz de resultar! Acho que é escusado dizer que nunca tinha feito um mil-folhas de qualquer espécie...
Percalços de celebrar aniversários durante a semana, o bolo que a minha mãe iria fazer não saiu como o esperado, e então o mil-folhas passou de sobremesa a bolo de aniversário e fez um sucesso inesperado!
A minha avó acho que estava lindo (fiquei toda orgulhosa de mim) e ficou a promessa de repetir a receita.




Ingredientes:
1 embalagem de massa folhada rectangular
2 c. sopa açúcar em pó
2 kiwis
2 rodelas de ananás
200g morangos
1 embalagem de crème fraîche
1 embalagem Dulcis Ananás (200g)




Preparação:
- Pré-aqueça o forno a 200º.
- Corte a massa folhada em 3 partes, polvilhe com o açúcar em pó e leve ao forno até dourar.
- Retire as placas do forno e deixe arrefecer.
- Arranje a fruta, cortando em pedaços pequenos e reserve. Numa taça, misture o crème fraîche com o ananás.
- Quando as placas de massa folhada estiverem frias, barre com um pouco da mistura de crème fraîche e dulcis ananás, coloque um pouco de cada fruta e por cima outra placa de massa folhada, repetindo os passos anteriores.
- Termine polvilhando com açúcar em pó e sirva.



Fonte - Receita inspirada da revista Continente Magazine nº46

25 agosto, 2014

Salada de grão e bacalhau

Uma saladinha bem à moda portuguesa para começarmos a semana!
A verdade é a vontade para cozinhar não tem sido grande e por isso mesmo tento recorrer a receitas prácticas e simples, quanto mais rápido melhor, mas sem nunca descurar o sabor.
Quer seja tempo de férias ou não, a verdade é que as segundas-feiras são sempre aquele dia mais complicado da semana e por isso mesmo é sempre bom ter à mão alguns ingredientes na despensa e no frigorífico que é só juntar e... voilá, a refeição está na mesa!





Ingredientes:
1 lata de grão Compal da Horta
1 lata de bacalhau
1 cebola roxa pequena
3 pimentos vermelhos de conserva
Coentros q.b.
Pimenta q.b.
Azeite q.b.
Vinagre vinho branco q.b.





Preparação:
- Escorra o grão e o bacalhau. Reserve numa taça.
- Pique a cebola, os pimentos e os coentros.
- Envolva com o grão e o bacalhau.
- Tempere com, pimenta, azeite e vinagre.
- Sirva com pão torrado e tostas.



22 agosto, 2014

Gelado de creme de avelãs e chocolate

Nada melhor do que uma receita bem doce para terminar a semana, não concordam?!
Para mim, se for doce e em forma de gelado, ainda melhor... além disso, acho que a sugestão de hoje agrada aos pequenos e aos mais crescidos.
Este gelado, que se preferirem podem simplesmente chamar-lhe gelado de nutella, tem apenas 3 ingredientes, faz-se rapidamente e depois é só levar ao congelador! Dividi o preparado entre uma caixa e formas individuais, caso optem por formas individuais aconselho a que deixem mais tempo no congelador e a passarem por água fria antes de tirarem o gelado da forma, assim o gelado sai perfeitinho... é um gelado muito cremoso, por isso começa a derreter bastante depressa, fica o aviso que convém comer rapidamente!
Para agradar os mais pequenos, podem ter à mão umas decorações divertidas para juntar ao gelado.




Ingredientes:
2 embalagens de crème fraîche
1 lata de leite condensado
250g creme de avelãs e chocolate
Várias decorações Vahiné (Multi-Deco, Confetis e Nuvens)


Preparação Bimby:
- Coloque todos os ingredientes no copo da Bimby e bata 15seg, Vel 4.
- Leve ao congelador durante pelo menos 8 horas.

Preparação tradicional:
- Com a ajuda de uma batedeira misture o leite condensado com o creme de avelãs e chocolate.
- Depois, envolva delicadamente o crème fraîche no preparado e leve leve ao congelador durante pelo menos 8 horas.




Fonte - Receita adaptada da revista Continente Magazine nº 46

21 agosto, 2014

Tamarind

A semana passada foi uma semana em cheio, recheada de novidades!
Para além do filme "A Viagem dos Cem Passos" e do workshop de gastronomia indiana, seguindo a mesma temática da cultura indiana, fui convidada pela Zomato para um jantar no restaurante Tamarind.
A verdade é que já tinha o dito restaurante debaixo de olho e por isso mesmo o convite veio na melhor altura possível... foi a minha primeira visita a este restaurante, mas certamente outras se seguirão! E como se isso não bastasse, é sempre uma oportunidade para conhecer outros foodies, tão apaixonados pea comida quanto eu!



Muito perto da Av. da Liberdade, com uma decoração bastante diferente daquela que a maioria dos restaurantes indianos nos habituou, está o pequeno Tamarind. 
Pequeno, porque de facto o restaurante é pequeno e por isso, quem pensar em lá ir é melhor reservar mesa! A decoração é moderna e elegante, talvez um pouco pink demais para alguns, tem pouca iluminação, mas é um espaço agradável.
O atendimento é muito simpático e atencioso, o que compensa a barreira linguística: os empregados não falam português, entendem apenas algumas palavras (como vinho, picante ou não picante, etc).




Nas entrada, veio o papadam, prato de boas-vindas, estava estaladiço e muito aromático, de seguida bhaji de cebola (pastéis de cebola envolvidos em farinha de grão) que era saboroso e estaladiço q.b. e o cheese naan que é o naan recheado com queijo, nunca tinha provado, mas era tão bom que desaparecia rapidamente da mesa!




Os pratos principais que chegaram à nossa mesa foram frango tikka masala , rogan josh (uma espécie de caril de borrego) e como prato vegetariano chana masala, acompanhados por arroz basmati e salada.
O tikka masala, sendo um prato que é suave, para mim talvez suave de mais, pois senti que faltava algumq intensidade de sabor, mas o frango estava bem cozinhado e o molho saboroso e cremoso; o borrego estava muito tenro, naquele ponto que basta um toque e se desfaz, o molho delicioso e já "quente" q.b.; o chana masala o prato vegetariano, composto por grão cozido em molho de karahi, pimento, cebola e especiarias foi para mim a surpresa da noite: molho cremoso, sem ser demasiado rico, um misto de intensidade e frescura para o paladar.




O basmati estava bem solto, como é suposto ser, e a salada era muito variada, colorida e fresca, confesso que achei curioso servirem salada num restaurante indiano como acompanhamento, mas provavelmente será uma mais-valia para quem não queira ou não possa comer arroz e também para suavizar pratos mais picantes.
O meu lassi de manga era delicioso, durante a refeição não resisti a beber 2!




Para finalizar, como sobremesa foi-nos servido kulfi, o equivalente indiano ao nosso gelado, muito cremoso e doce sem exagero, com um toque especial dado pelo cardamomo.


Ainda que com alguns pormenores a melhorar, percebe-se perfeitamente o porquê de ser um restaurante de referência em Lisboa e planeio voltar em breve!

20 agosto, 2014

Entrecosto com especiarias e ketchup

Confesso que de tempos a tempos adoro comer um belo pedaço de entrecosto... e nem mesmo o calor de alguns dias me impediu de o fazer da forma como mais gosto que é no forno.
Para mim, o entrecosto é mesmo bom quando a carne fica estaladiça por fora, mas esta macia por dentro, de preferência marinado durante algum tempo, aquele entrecosto guloso que nos deixa os dedos todos lambuzados... e este entrecosto é isso mesmo!




Ingredientes:
1k de entrecosto
3 dentes de alho esmagados
1 c. chá paprika Margão
1 c. chá mistura de 5 especiarias
½ c. chá fumo liquído
50ml vinho branco
Sal q.b.
Pimenta q.b.
Ketchup q.b.


Preparação:
- Numa taça grande, coloque o entrecosto e tempere com a paprika, a mistura de 5 especiarias, sal e pimenta, depois junte os dentes de alho, o fumo líquido e o vinho branco.
- Deixe marinar pelo menos 30 minutos.
- Pré-aqueça o forno a 180º.
- Leve o entrecosto ao forno durante cerca de 30 minutos.
- Depois, retire o entrecosto e pincele com o ketchup, leve novamente ao forno até a pele ficar tostada.
- Sirva, acompanhado por arroz branco e salada.



19 agosto, 2014

Workshop de Gastronomia Indiana

Já vos falei no filme "A Viagem dos Cem Passos" noutro post, mas seguindo essa mesma temática de sabores e aromas da cultura indiana, fui convidada para participar num workshop de gastronomia indiana.
Quem me conhece e visita este blog com alguma regularidade sabe que adoro comida indiana e por isso podem imaginar como fiquei entusiasmada! Mais ainda, quando verifiquei que os pratos a confeccionar seriam todos vegetarianos e a verdade é que tenho feito poucos pratos vegetarianos indianos.

O workshop aconteceu na Comunidade Hindu, em Telheiras.
Começámos numa pequena visita pelo templo e por uma breve explicação da religião hindu, depois passamos ao workshop. Como eram várias receitas, várias coisas foram sendo feitas em simultâneo e cada participante ficou com uma tarefa.


Fizemos bhajiya, que foram carinhosamente baptizados de peixinhos da horta à indiana, que consiste em fazer um polme com farinha de grão e envolver o ingrediente no polme (fizemos com batata, banana e beringela, mas podem usar outros ingredientes) e depois fritar.


Uma sopa de lentilhas com tomate e especiarias diversas.
Um caril de ervilha, batata e beringela, com muitas especiarias e contrariamente ao que normalmente vemos ou provamos, feito com água  não leite de coco.


A sobremesa era rava no sheero, um doce de sémola de trigo.
É feito com sémola de trigo, ghee, leite e cardamomo, entre outros ingredientes.


Para acompanhar arroz jerra, que é arroz de cominhos, salada de mung germinado, uma salada fresca e aromática, um chutney rápido, feito com ketchup e vários vegetais.


E... não poderia faltar o famoso pão chapati!
Nunca tinha experimentando fazer, mas sei que não e fácil... é preciso alguma paciência, não fazer demasiada pressão ao esticar e perceber quando é que é preciso passar pela farinha. Portanto, não sendo pão e bolos uma especialidade minha, foi um misto de espanto e orgulho que senti quando fiz o meu primeiro chapati e estava... perfeito!



Aprendemos também como fazer o chá indiano, o masala chai que segundo nos foi dito é o que normalmente bebem pela manhã, mas também serve para acompanhar as refeições e acreditem quando vos digo que dá mais energia que qualquer café!

No final, o nosso almoço foi tudo aquilo que tínhamos acabado de cozinhar!


Para quem tiver interesse em conhecer o templo, saber mais sobre a religião hindu ou fazer workshops (gastronomia, tatuagens, danças, etc), tem aqui os contactos e além disso, a cantina do templo (cerca de 10€ pela refeição completa) está aberta ao público caso queiram experimentar!

18 agosto, 2014

Salada de búzios

Sol e calor, mais tempo disponível para passar na companhia de quem mais gostamos e muitos ingredientes no seu auge, fazem do Verão uma época de petiscos por excelência!
Há muitos anos que não comia búzios e quando um destes dias a minha mãe decidiu fazer uma salada de búzios em casa eu fiquei deliciada... depois disso, e passado pouco tempo, decidi também eu fazer uma versão da mesma cá por casa.
Em termos de ingredientes, não é muito diferente da famosa salada de polvo, mas só vem mostrar que as saladas e os petiscos podem ser muito versáteis.




Ingredientes:
500 miolo de búzio congelado
1 cebola roxa pequena
3 pimentos vermelhos de conserva
Cornichons ou outro tipo de pickles q.b.
Sal q.b.
Pimenta q.b.
Azeite q.b.
Vinagre vinho branco q.b.
Coentros q.b.




Preparação:
- Deixe descongelar o miolo de búzio, depois de totalmente descongelado coza o miolo de búzio em água a ferver temperada com sal e pimenta, durante cerca de 10 minutos ou até que estejam macios.
- Durante esse tempo, pique a cebola, os pimentos, os cornichons e os coentros.
- Deixe arrefecer o miolo de búzio e corte em pedaços.
- Numa taça, misture todos os ingredientes e tempere com um fio de azeite e vinagre.
- Acompanhe com tostas e pão torrado.


Para acompanhar este petisco, recomendo o vinho Penedo Gordo Branco da Quinta das Arcas


Nota:
Se encontrar, pode comprar o búzio já cozido, depois basta retirar o miolo de búzio da casca e seguir os restantes passos da receita.

15 agosto, 2014

Sugestão para o fim de semana #10




Durante 5 dias, o Bacalhau, preparado e confeccionado por Associações do Município, é o centro das atenções, numa Mostra Gastronómica onde não faltam Vinhos da Região Demarcada da Bairrada e as famosas Padas de Vale de Ílhavo. 
O Festival integra ainda diversas actividades e espectáculos, pensadas para todas as idades e para todos os gostos, como fogo de artifício na água, mostras de artesanato, sessões de cinema ao ar livre, exposições, show cooking, animação para crianças com insufláveis e concertos de música com presença de artistas consagrados.
Entrada livre.
O programa completo pode ser consultado aqui.



Durante 3 dias realiza-se a 13ª edição da Feira do Mel e Artesanato e Pedras Salgadas (município de Vila Pouca de Aguiar).
Programa completo aqui.


Durante 5 dias, de 13 a 17 de Agosto, o largo de São Pedro em Sintra vai transformar-se num souk com encantadores de serpentes, dança do ventre, camelos, magia, artesanato, música, malabaristas, gastronomia, especiarias, cuspidores de fogo e os mais tentadores vendedores. 
A entrada custa 3€.

Mais informações aqui.


Para os festivaleiros, já começou O Sol da Caparica Festival, que pretende ser diferente e potenciador de uma atitude artística inovadora e arrojada.
Mais de 30 actuações de artistas, bandas e djs, das 4 horas de cinema de animação que a Monstra traz ao Festival, um espectáculo nocturno de luz e vídeo maping em 7 pontos, entre outros que têm como objectivo a interação com a pintura, vídeo e cinema e artes urbanas . 
Bilhete diário custa 15€, passe 35€ e no dia 17 as crianças pagam 2€.
Programa completo aqui.

14 agosto, 2014

Esparguete com chouriço crocante

Nos últimos meses acho que tem sido notório que as receitas de massa têm sido menos frequentes e isso deve-se ao facto que tenho reduzido bastante na quantidade de hidratos de carbono que como, claro que pão, arroz e massas, são alimentos bastante "afectados".
Mas, porque adoro massas e não consigo conceber algum dia deixar definitivamente de as comer, de tempos a tempos tenho de fazer um pratinho de massa para matar saudades... e se por acaso essa massa for uma receita deliciosa que fica pronta em poucos minutos, então é perfeito!




Ingredientes:
200g esparguete ou linguini
1 chouriço
2 dentes de alho
Azeite q.b.
Salsa picada q.b.
Sal q.b.
Pimenta q.b.
Parmesão ralado q.b. (opcional)


Preparação:
- Cozinhe a massa de acordo com as instruções da embalagem, quando esta estiver pronta escorra. Reserve.
- Enquanto a massa coze, corte o chouriço em cubos pequenos e pique o alho.
- Numa frigideira, deite o azeite e junte o chouriço, deixando saltear durante alguns minutos.
- Adicione o alho e deixe cozinhar até que o chouriço esteja bem crocante.
- Quando o esparguete estiver pronto, junte-o à frigideira e envolva bem.
- Polvilhe com a salsa picada e se quiser parmesão ralado e sirva.



Fonte - Receita adaptada do livro "Receitas para todos os dias".

13 agosto, 2014

A Viagem dos Cem Passos

Este é definitivamente o filme mais delicioso do ano!
Desde que ouvi falar que iria estrear um filme do mesmo realizador do filme Chocolate, sabia que devia ser um filme que iria querer ir ver... assim que encontrei um trailer fui a correr ver e adorei!
Pareceu-me um filme inspirador, delicioso, recheado de cores, e com um toque de humor... não me enganei! Recomendo vivamente que vão ver o filme, acredito que serão surpreendidos.


Podem ver o trailer aqui
Estreia dia 14 de Agosto nos cinemas.



Em “A Viagem dos Cem Passos”, Hassan Kadam é um novato em culinária, possuidor do equivalente gastronómico ao ouvido absoluto. Tendo saído da sua Índia natal, a família Kadam, chefiada pelo pai, instala-se na antiga aldeia de Lumière, no Sul de França. Repleta de charme, ela é tão pitoresca como elegante, o lugar perfeito para se instalarem e abrirem um restaurante indiano, o Maison Mumbai. Isto é, até que a Madame Mallory, a fria proprietária do Le Saule Pleureur, um restaurante de comida clássica galardoado com uma estrela Michelin, toma conhecimento da existência do novo restaurante; os seus protestos iniciais contra a abertura de um restaurante indiano a cem passos do seu disparam para uma guerra entre os dois estabelecimentos… até que as paixões de Hassan pela grande cozinha francesa e pela encantadora sous-chef de Madame Mallory, Marguerite, se vêm juntar ao delicioso e misterioso talento que ele tem para criar magia entre as duas culturas e conferir ao Lumière novos sabores que nem Madame Mallory poderá ignorar. Começando por vê-lo como rival, ela acaba por reconhecer os dotes de Hassan como chef e torna-o seu protegido. “A Viagem dos Cem Passos” está repleto de temperos que nos encantam o paladar e o coração; um estimulante triunfo sobre o exílio, cheio de paixões, é um retrato de dois mundos em confronto e de um rapaz que procura o conforto do lar em cada tacho, esteja ele onde estiver.      



A estreia do filme “A Viagem dos Cem Passos” conta com o apoio do Alto Comissariado para as Migrações, IP, da Comunidade Hindu e da Zomato.
Baseado no best-seller internacional, “A Viagem dos Cem Passos” é do realizador Lasse Hallstrom, o mesmo realizador do filme “Chocolate”, e dos produtores Steven Spielberg e Oprah Winfrey.




Obrigado à Zomato e aos Cinemas NOS pelo convite!