30 abril, 2015

Smoothie de morango com Despertar de Buda

Eu sou uma daquelas pessoas que tem um despertar complicado, comunico pouco (ou melhor, por grunhidos) e raramente tenho apetite, pelo que tenho de me obrigar a comer.
Os produtos Despertar de Buda da Iswari são excelentes para quem gosta de soluções rápidas e práticas, basta juntar um dos 6 sabores disponíveis a água, iogurte ou leite vegetal e criar uma papa ou um batido. É uma opção saudável, já que cada Despertar de Buda combina os mais nutritivos cereais, frutos e sementes, fornecendo diversas vitaminas, minerais e antioxidantes ao nosso organismo e proporciona uma sensação de saciedade.
A melhor forma de começar o dia!




Ingredientes:
7 morangos grandes, lavados e arranjados
150ml leite vegetal (soja, aveia, amêndoa, avelã, etc)
1 iogurte natural de soja
2 c. sopa Despertar de Buda Açaí, Banana & Morango Iswari


Preparação:
- Coloque todos os ingredientes no copo da Bimby e programe 20seg, Vel 9.
- Rectifique o sabor e se quiser junte um pouco de mel ou açúcar de coco.
- Sirva.


29 abril, 2015

Caril tailandês de camarão e ervilhas

Existem 1001 maneiras diferentes, quem sabe até mais, de preparar um caril.
Um prato reconfortante, ao mesmo tempo complexo, combina imensos sabores, do doce ao salgado, passando pelo amargo e picante, quente e aromatico. E claro, não podem faltar as especiarias, que tanto podem ser 5, 15 ou 30 especiarias diferentes, são a verdadeira base de um caril e é por isso que cada caril é único.
Um caril tailandês é habitualmente preparado com pasta de caril, água ou leite de coco, a que depois podem juntar carne, camarão ou legumes.




Ingredientes:
1 embalagem de miolo de camarão
2 c. sopa óleo de coco
1 c. chá gengibre ralado
1 cebola picada
2 dentes de alho picados
1 pimento vermelho, em tiras
2 c. sopa pasta de caril vermelha
1 c. sopa tomate concentrado Compal da Horta
400ml leite de coco
1 lata de ervilhas Compal da Horta
Coentros q.b.
Sal q.b.


Preparação:
- Tempere o camarão com sal e reserve.
- Num tacho, coloque o óleo de coco e refogue o gengibre, a cebola e os alhos, depois junte o pimento e deixe refogar por mais 4 ou minutos.
- Adicione a pasta de caril, o concentrado de tomate e envolva. De seguida, junte o leite de coco e deixe ferver.
- Junte o camarão e as ervilhas, envolva e deixe cozinhar por 3 ou 4 minutos.
- Polvilhe com os coentros picados.
- Sirva com arroz basmati.




Fonte - Receita adaptada da revista Continente Magazine nº 53

28 abril, 2015

Casanova

Há muitos anos que não ia ao Casanova e por isso fiquei imensamente feliz ao ver que não perderam a qualidade de que me recordava.

O espaço é moderno e muito agradável, optamos por ficar na esplanada e foi a melhor escolha já que a noite não estava fria e além disso a esplanada tem a possibilidade de ser aquecida, mas ainda disponibilizam mantas se for preciso.
Um atendimento muito simpático, atento e eficiente, o nosso pedido chegou rapidamente.
Pedimos como aperitivo um martini com manjericão, muito fresco e aromático.
Passámos às pizzas, pesto para a minha amiga Telita e don corleone para mim. 
A pesto tinha um cheiro fantástico, utilizado na medida certa e muito equilibrado; a don corleone era pura gula com um queijo e presuntos fantásticos. Massa fina, leve, saborosa, crocante q.b, perfeitamente cozinhada.
Para beber, escolhemos um ice tea caseiro, feito com limão e canela, muito saboroso, percebe-se perfeitamente que é caseiro e para mim só lhe faltava um toque de doçura. Aliás, ainda no tópico das bebidas achei optimo que tivessem 2 tipos de vinhos diferentes em jarros de diferentes tamanhos, acho que também, seria interessante se disponibilizassem vinho ao copo.
Não houve lugar a sobremesa, optámos por um cappuccino descafeinado e que excelente opção! Há quanto tempo eu não bebia uma verdadeiro cappucccino à italiana!


Boa relação qualidade/preço, excelente espaço e atendimento, recomendo que cheguem cedo para evitar filas.

Casanova Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

27 abril, 2015

Papas de aveia e pêra com canela

Esta semana começa com uma sugestão saudável e simples de pequeno-almoço.
Confesso que já andava há bastante tempo para experimentar fazer papas de aveia, talvez tenha demorado algum tempo por receio de não gostar da textura, e felizmente o meu receio não tinha qualquer razão de ser.
É uma receita perfeita para começar a manhã, principalmente quando bem cedo ainda está frio, a textura é muito macia e cremosa, além da sensação de saciedade que proporciona. Eu bem sei que não é uma receita demorada,mas todos os minutos são preciosos, portanto podem sempre fazer as papas de aveia no dia antes, guardar no frigorífico e depois aquecer de manhã.
Tinha bastantes pêras para usar, mas podem perfeitamente usar maçã ou até ambas as frutas, um toque de especiarias e como adoro combinar texturas diferentes, coloquei Fruut por cima.
E tenho a certeza que farei papas de aveia muito mais vezes!




Ingredientes:
160g pêra, sem casca e caroço, em pedaços
40g flocos de aveia orgânica sem glúten
120g bebida de arroz e avelã Joya
80g água
1 c. chá canela
2 c. chá açúcar de coco Iswari
1 pitada de noz-moscada
1 pitada de cardamomo
1 pitada de sal
Fruut Pêra q.b.



Preparação:
- Coloque a pêra no copo da Bimby e pique 5seg, Vel 5.
- Junte os restantes ingredientes, excepto Fruut, e programe 8min, Temp 90º, Vel 2.
- Retire e divida por taças, polvilhe com canela e coloque Fruut a gosto.
- Sirva.



Nota:
Caso não tenha qualquer tipo de intolerância, pode usar flocos de aveia normais e leite de vaca.

24 abril, 2015

Pernas de frango com molho de cebola e cerveja

Todos sofremos, em menor ou maior medida, daquilo a que eu chamo de "preconceitos culinários" ou seja, desconfiamos de determinado tipo de receitas ou de ingredientes específicos.
Eu sempre desconfiei de receitas que tivessem como ingrediente algum componente instantâneo, e no meu caso dou como exemplo pickles, favas, passas, banana, pacote de sopa em pó, entre tantos outros. Mais tarde, seja porque os nossos gostos vão mudando ou porque nos cruzamos  tantas vezes com uma determinada receita que lá nos decidimos arriscar a experimentar. E ainda bem!
Não tenho a ilusão de que vou acabar por gostar (ou tolerar sequer) determinados alimentos, mas a verdade é que é uma sensação fantástica fazer uma receita, que até nem inspira confiança, e o resultado ser tão positivo.
Esta é uma daquelas receitas que é do mais simples que pode existir, em que a preparação é mínima, e torna-se uma excelente opção para dias atarefados ou para aqueles fins de semana em que queremos estar pouco tempo na cozinha.




Ingredientes:
6 pernas de frango, com a coxa
1 pacote de sopa de cebola
1 pacote de natas
1 cerveja




Preparação:
- Ligue o forno a 150º.
- Coloque as pernas de frango num tabuleiro de forno ou pyrex.
- Numa taça, dissolva a sopa de cebola com as natas, depois adicione a cerveja e mexa bem.
- Coloque a mistura por cima do frango.
- Leve ao forno por uma hora, quando estiver quando no fim do tempo, aumente a temperatura para os 200º de forma a que a pele do frango fiquei mais dourada e estaladiça.
- Acompanhe com arroz branco e salada.




Fonte - Receita adaptada do site Vaqueiro.

23 abril, 2015

Bacalhau gratinado com legumes

Existem tantas maneiras de cozinhar bacalhau, que às vezes o mais difícil é mesmo escolher!
Gosto imenso de usar o bacalhau desfiado, para além de ser muito versátil, também é prático de usar já que não tem bem pele nem espinhas.
Desta vez, decidi fazer uma receita diferente daquilo que é habitual, optei por fazer um bacalhau gratinado com legumes, é muito saboroso e fica com uma consistência muito parecida à do bacalhau espiritual, mas sem pão na lista de ingredientes. E além disso, é uma excelente forma de comer mais legumes à refeição.
Usei dois dos legumes que mais gosto: cenoura e courgette, mas podem usar outros legumes à vossa escolha, como espinafres ou grelos, cogumelos, alho-francês, pimentos, e por aí fora... é só usar a imaginação e basta uma visita rápida ao vosso frigorífico, de certeza que encontram legumes que sobraram de outras refeições e que podem usar aqui.




Ingredientes para o bacalhau:
1 embalagem de bacalhau desfiado
1 courgette
2 cenouras
1 cebola
2 alhos
50g azeite
1 folha de louro
Pimenta q.b

Ingredientes para o béchamel:
300ml leite magro
60g farinha
60g manteiga sem sal
1 pitada de noz-moscada
200g queijo Curado Light Lacticínios do Paiva ralado




Preparação do bacalhau:
- No copo da Bimby, coloque a cenoura, a courgette, a cebola, o alho e o azeite, pique 5seg, Vel 5 e de seguida refogue 8min, Temp 100, Vel 2.
- Junte o bacalhau desfiado, tempere com pimenta e programe 8min, Tem 100º, Vel Colher.
- Retire a mistura de bacalhau e vegetais para uma travessa de forno.
- Pré-aqueça o forno a 180º.

Preparação do béchamel:
- Sem lavar o copo, coloque todos os ingredientes no copo, excepto o queijo ralado, e programe 8min, Temp 90º, Vel 4.
- Envolva um pouco do béchamel com o bacalhau e cubra com o restante.
- Polvilhe com o queijo ralado e leve ao forno 15 a 20 minutos para gratinar.
- Acompanhe com salada.

Para acompanhar este prato recomendo Boa Memória de Monte Seis Reis

22 abril, 2015

Bifinhos de porco com cogumelos e molho de natas com estragão

Cá por casa não é frequente comermos carne de porco, mas ocasionalmente faz parte da ementa.
Um dia que andava às compras vi uns bifes de lombinho de porco com óptimo aspecto, sem gordura e cortados muito fininhos, vieram logo comigo no cesto das compras.
São perfeitos para cozinhar em dias que temos pouco tempo ou nos falta a imaginação, já que além de serem muito saborosos ficam prontos num instante.
Bastou-me juntar cogumelos e fazer um molho de natas e estragão, receita da minha mãe, um dos meus molhos preferidos para carne.




Ingredientes;
400g bifes de lombinho de porco
1 lata de cogumelos Compal da Horta
1 pacote de natas
2 c. chá estragão Margão
Azeite q.b
Flor de Sal Necton q.b.
Pimenta para bifes Margão q.b.



Preparação:
- Tempere a carne pimenta para bifes. Reserve.
- Aqueça o azeite numa frigideira e depois junte a carne, deixe cozinhar alguns minutos de cada lado até que ganhe um pouco de cor.
- Adicione os cogumelos e deixe saltear.
- Junte as natas e o estragão, deixe o molho ferver e engrossar ligeiramente.
- Tempere com flor de sal.
- Sirva com salada.


21 abril, 2015

Café Luso

Esta review poderia resumir-se mais ou menos assim: que noite incrível!
Eu confesso, que nunca me considerei uma grande apreciadora de fado e muito menos de folclore, mas tenho a dizer que saí do Café Luso completamente rendida, garanto-vos que só pelo espectáculo vale a pena a visita.


Com uma excelente localização no coração de Lisboa, pertissimo do Chiado e practicamente a 2 passos da Adega Machado, possui uma arquitectura encantadora e um ambiente sofisticado e acolhedor.

O atendimento é formal, mas sem ser frio ou distante, atento e amável, sem ser intrusivo.
Chegámos pelos 20h15 e a casa estava cheia, o espectáculo teve inicio no palco principal pelas 20h30 dividindo-se entre várias danças de folclore e as actuações de vários fadistas, com pequenas pausas pelo meio, durando quase por 2 horas e depois pelas 22h30 inicia-se uma 2ª parte noutra área mais pequena, criando um ambiente intimista. Como a nossa mesa era perto do palco, tiveram a gentileza de nos preparar outra mesa onde podíamos ver mais de perto a 2ª parte do espectáculo.

Tal como na Adega Machado, podem fazer o pedido dos pratos individualmente ou pedir um dos diversos menus pré-definidos já com entrada, prato e sobremesa. 
Para mim, escolhi o menu D e ele quis o menu F, que ambos acompanhamos com vinho tinto Fado.
A minha entrada, crocante de batata, mousseline de alheira e coulis de tomate seco, era pequena em tamanho mas grande em sabor, tal a deliciosa combinação, uma pequena explosão de sabor na boca! A dele, uma salada quente de polvo, com puré de castanhas e crumble, surpreendeu-me pela positiva já que nunca imaginei que polvo e castanhas pudessem combinar tão bem.

Passámos aos pratos principais: naco de vaca com batatas fritas com ervas e creme de alho, a carne perfeitamente cozinhada, tenra e ainda rosada ao centro, as batatas bem temperadas e saborosas; e as plumas de porco com abóbora e puré de tomate e batata, as plumas tão tenras que parecia manteiga.
Terminando com as sobremesas, que quando  chegaram à mesa nos surpreenderam quer pela apresentação, quer pelo aroma doce e tentador.

As escolhidas: pão-de-ló, sorbet de ananás e espelho de rum com creme de coco, adorei pelo contraste de sabores entre a suavidade do pão-de-ló, o exotismo do rum e coco e a frescura do sorvete; e brownie de chocolate, coulis de morango e gelado de mousse de morango, onde o destaque é certamente para a brownie preparado com chocolate preto e branco e por isso, deliciosamente decadente!


Recomendo vivamente a todos aqueles que nunca tenham estado numa casa de fados ou que queiram visitar uma casa de fados com um espectáculo de enorme qualidade.

20 abril, 2015

Quiche de cogumelos e presunto com queijo de cabra

Há já tanto tempo que não fazia uma quiche, confesso que estava cheia de saudades!
A ideia para esta quiche era que fosse simples, prática e leve, com ingredientes que é habitual ter em casa e que gosto bastante como é o caso dos cogumelos, presunto e queijo de cabra.
Vão reparar que na receita há um ingrediente que não aparece: o sal. Não é nenhum lapso, podem ficar descansados, o que acontece é que com o sal que existe no presunto e no queijo, sinceramente não existe a necessidade de adicionar sal.
Uma fatia de quiche, acompanhado de uma fresca salada e temos uma excelente refeição para começar a semana!




Ingredientes:
1 embalagem massa quebrada
2 dentes de alho picados
1 lata de cogumelos Compal da Horta
85g de fatias presunto em pedaços
100g queijo de cabra Saloio
1 pacote de natas
3 ovos
Pimenta q.b



Preparação:
- Forre a tarteira com a massa quebradapique toda a massa com uma garfo, antes de a cozer, para que esta não enfole.
- Pré-aqueça o forno a 180º.
- Num frigideira, coloque um fio de azeite, junte os cogumelos e o alho picado, deixe saltear alguns minutos.
- Distribua os cogumelos salteados e o presunto em pedaços pela massa quebrada, depois junte o queijo de cabra em pedaços.
- Batas as natas e os ovos, tempere com pimenta e deite a mistura de forma a cobrir o recheio.
- Leve ao forno durante cerca de 20 minutos.



17 abril, 2015

Moelas e linguiça estufadas

Para terminar a semana, deixo aqui a sugestão de um prato que tanto pode ser um simples petisco, como o prato principal de uma refeição, e porque demora algum tempo a ficar no ponto é ideal para o fim de semana.
Moelas! Eu adoro moelas e acho que quando bem feito é daquelas receitas mesmo gulosas!
Eu uso sempre a Bimby, mas para quem não tem o ideal será usar uma panela de pressão, assim de certeza que as moelas vão ficar bem macias e com um molho mesmo apurado. E porque já não fazia há algum tempo, decidi experimentar uma receita diferente.
Juntei linguiça, mas podem usar choriço, 2 tipos diferentes de paprika e fumo líquido para um sabor mais fumando e intenso.



Ingredientes:
1kg de moelas, arranjadas e em pedaços
2 folhas de louro
4 dentes de alho picados
70g azeite
1 c. chá fumo líquido (opcional)
2 c. chá pimentão doce Margão
1 c. chá paprika fumada
200ml Polpa de Tomate Compal da Horta
1 copo de vinho branco
75g linguiça às rodelas
Sal Marinho Tradicional Necton q.b.
Pimenta q.b.



Preparação:
- Coloque as moelas arranjadas numa taça grande ou saco de congelação e junte as folhas de louro, o fumo líquido, o pimentão doce e a paparika fumada, o vinho branco, sal e pimenta.
- Reserve e deixe marinar pelo menos 1 hora.
- No copo da Bimby,  coloque os alhos e o azeite, pique 5seg, Vel 5 e refogue 3min, Temp Varoma, Vel 1. Junte a polpa de tomate e refogue novamente 2min, Temp Varoma, Vel 1.
- Adicione as moelas e a marinada, programe 30min, Temp 100º, Vel Colher.
- Junte a linguiça ás rodelas e programe 30min, Temp Varoma, Vel Colher.
- Polvilhe com os coentros picados e sirva como petisco, acompanhado com tostas ou pão ou então como prato principal acompanhado de salada e arroz branco.


16 abril, 2015

Bolos Salgados na Caneca

O passatempo deste livro já terminou e o prémio já chegou a casa da vencedora, mas não podia deixar passar a oportunidade de vos aguçar um pouco mais a curiosidade... e o apetite!
E sinceramente, se o livro Bolos na Caneca em versão doce é uma verdadeira delícia, então os Bolos Salgados na Caneca não ficam nada atrás.


Ora vejamos... quantas vezes não nos apetece cozinhar apenas para nós próprios ou simplesmente o tempo é tão pouco e estamos cansados de um dia de trabalho? Ou só de pensar que depois temos a cozinha para arrumar até perdemos a vontade?
Editorial Presença acaba de lançar o livro Bolos Salgados na Caneca, são mais de 30 receitas para fazer deliciosas refeições individuais em poucos minutos. 
Os bolos são feitos directamente em canecas ou taças, misturando os ingredientes e levando ao micro-ondas, ficam prontos em 2 minutos!




E como podem julgar pelas fotos existem receitas para todos os gostos: de queijo, carne, peixe ou legumes, sem gluten, que ficam cremosos e fofos, perfeitos para qualquer ocasião.
Já marquei umas quantas receitas que quero fazer... o difícil vai ser escolher!

15 abril, 2015

Hambúrguer de novilho com cebola caramelizada em bolo do caco

A par das pizzas e das espetadas, adoro hamburguers!
Sinceramente, acho que todos gostamos e claro que não tem de obrigatoriamente ser feito com carne, tudo depende do nosso gosto e imaginação.
Desta vez, a receita é de um hamburguer bastante tradicional, com ingredientes que gosto muito, mas com um toque diferente dado pela compota de cebola e finalizado pelo bolo do caco.
Para os apreciadores de carne, este hamburguer é um verdadeiro deleite!



Ingredientes:
4 bolos do caco
4 hambúrguers de novilho
Tomate
Mistura de alfaces
8 fatias de bacon
Pimenta para bifes Margão q.b.
Flor de Sal Necton q.b.

Ingredientes para a cebola caramelizada:
400g cebola
25g azeite
50g vinho do Porto
40g açúcar moreno ou amarelo
30g vinagre balsâmico


Preparação da cebola caramelizada:
- Coloque a cebola no copo da Bimby e pique 5seg, Vel 5.
- Junte os restantes ingredientes e programe 25min, Temp Varoma, Vel Colher, sem o copo de medida, mas com o cesto sobre a tampa para evitar o risco de salpicos.
- Coloque em frascos previamente esterilizados.

Preparação dos hambúrguers:
- Aqueça uma frigideira e coloque o bacon, deixe cozinhar em lume médio, durante alguns minutos até ganhar cor e ficar estaladiço, vira e deixe cozinhar do outro lado.
- Arranje a alface e o tomate.
- Quando o bacon estiver pronto, coloque-o sobre papel de cozinha.
- Mantenha o lume médio e na mesma frigideira em que cozinhou o bacon, coloque os hamburguers. Cozinhe durante cerca de 3 minutos de cada lado.
- Corte o pão para hamburguer ao meio, na base coloque a alface e as rodelas de tomate.
- Coloque o hamburguer por cima do tomate, tempere com pimenta e flor de sal, junte o bacon e coloque cebola caramelizada a gosto.




Nota:
Vai sobrar cebola caramelizada, guarde em frascos esterilizados, e use para acompanhar paté, foie gras, queijos ou carnes grelhadas.

14 abril, 2015

Vencedor passatempo Bolos Salgados na Caneca





E o vencedor do passatempo foi: Sofia Mateus.   
Muitos parabéns! 

O vencedor já foi contacto por e-mail.
Muito obrigada a todos os que participaram e estejam atentos aos próximos passatempos!

O Talho

Pelo terceiro ano consecutivo, o Canal História convidou três dos mais reputados chefs portugueses a recriarem uma "Última Ceia", do seu ponto de vista. A Graziela, do blog Vida de Desempregada, recebeu um convite para degustar esta experiência, elaborada pelo chef Kiko Martins e convidou-me para a acompanhar.


Começando pela localização, é fantástica já que está no centro de Lisboa, pertissimo do El Corte Ingles e logo à saída do metro.


O espaço em si é bastante agradável, tendo a área de talho/loja com as várias carne e produtos que estão à venda, tudo com um excelente aspecto e depois a sala de restaurante.

O atendimento foi sempre muito simpático, informal e atencioso, para além de ser bastante rápido, principalmente para quem tem pouco tempo ao almoço.



Começámos pelas entradas: uma caixinha com vários tipos de pães, pasta de ricotta e tomate seco, paté de fígado, manteiga e manteiga de tomate e oregãos, tudo fresco e muito saboroso, gostei especialmente da pasta de ricotta e da manteiga de tomate.


Rapidamente chega o prato principalmente, inspirado na Última Ceia: cordeiro, desossado e recheado com tãmaras, pistáchios, vinagre e pão, marinado e cozinhado abaixas temperaturas, acompanhado por uma açorda de pão judeu, beterraba triturada e uma batata revestida de cinzas que na realidade são azeitonas desidratadas. 
Um prato equilibrado, que sendo substancial não é pesado, em que o cordeiro se desfaz ao mais leve toque e cada a cada garfada o nosso paladar pede mais!


Para terminar, como nenhuma refeição deve terminar sem sobremesa, a Graziela escolheu Chocolate e Maracujá e eu, por recomendação do empregado, escolhi Foie gras e Creme catalão. 
Um contraste muito interessante entre a riqueza do chocolate e a acidez do maracujá :quanto ao foie gras com creme catalão fiquei completamente rendida a esta sobremesa rica, leve e com um toque fresco.

Definitivamente, vou voltar para experimentar a ementa habitual.

O Talho Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato