31 agosto, 2015

O meu dia detox com Drink6

O blog está de volta ao ritmo habitual e hoje trago-vos um post bem diferente!
Não sou nem nunca fui adepta de modas, sejam elas a nível de moda ou comida, e sou sinceramente sou sempre um pouco céptica quando algo se torna moda e toda a gente acha o máximo. Mas por outro lado, tenho o meu lado curioso e a verdade é que gosto de experimentar e assim puder ter uma opinião formada.
E como vocês bem sabem, nas férias há sempre alguns excessos que se cometem: a bola de berlim na praia, gelados, aquelas bebidas que sabem tão bem, as petiscadas e jantaradas com os amigos... por isso, o desafio da Drink6 para fazer um dia totalmente detox veio mesmo na altura certa.


Como funciona?
O programa detox consiste em 6 sumos diferentes 100% naturais concebidos por profissionais de saúde e alimentação, elaborados diariamente com frutas e legumes frescos. 
Durante o dia, só poderá consumir os sumos da Drink6 juntamente com água e infusões, apenas desta forma é possível eliminar toxinas e proporcionar "descanso" ao organismo. Deve evitar-se ao máximo tabaco, cafeína, refrigerantes, pastilhas, etc, Se realmente for necessário consumir algo sólido deve optar-se por fruta ou legumes, sempre crú.
Ao efectuar a encomenda, selecciona-se o dia em que pretende a entrega e desta forma é só começar a fazer o detox logo pela manhã do dia seguinte.
Os sumos são 100% naturais e sem aditivos, chegam refrigerados e devem manter-se no frio, depois devem ser consumidos sempre pela ordem e no horário indicado.


A ideia de passar um dia inteiro apenas a líquidos pode parecer algo assustadora... Será que não vou ficar com fome? Será que os sumos são saborosos?! 
A verdade é que mal chegaram os sumos, bem fresquinhos, ao observar as cores vibrantes e depois de ler atentamente os ingredientes, pensei: "Isto é capaz de ser interessante!". 


Sumo #1 (07:00 – 09:00)
Ingredientes: maracujá, ananás, laranja, limão, hortelã e água mineral.
Confesso que me custou acordar tão cedo a um Domingo, mas como estava decidida a fazer tudo à risca teve de ser... E soube muito bem! É um sumo muito saboroso, com um sabor fresco e muito tropical.

Sumo #2 (10:00 – 12:00)
Ingredientes: abacaxi, maçã, lima, menta e água mineral
Este sumo tem um sabor igualmente refrescante ao anterior, ligeiramente mais intenso.

Sumo #3 (13:00 – 15:00)
Ingredientes:couve, pepino, menta, água mineral, lima, maçã e abacaxi
E aqui torci o nariz... não sou uma grande fã de pepino, nem de couve! Custa um pouquinho no início, mas depois bebe-se bastante bem.

Sumo #4 (16:00 – 18:00)
Ingredientes: framboesa, amora, morango, banana, laranja, rabanete, néctar de agave e água mineral.
Pensei que por ter frutos vermelhos este ia ser o meu sumo preferido, mas não foi o caso.
Atenção, não estou a dizer que não é saboroso porque o é, simplesmente esperava mais sabor a frutos vermelhos.

Sumo #5 (19:00 – 21:00)
Ingredientes: limão, menta, água, néctar de agave, pimenta caiena e pepino.
Este foi o sumo com que tive mais dificuldade! A combinação de sabores é bastante interessante, o sumo é fresco com um toque de intensidade dado pela pimenta caiena, mas é demasiado ácido.

Sumo #6 (22:00 -23:00)
Ingredientes: framboesa, amêndoa, água mineral, laranja, banana, xarope de agave.
Este é o sumo mais suave de todos e também aquele que tem uma textura diferente, provavelmente devido à amêndoa.



Conclusão
No geral, a experiência foi bastante positiva!
Não me custou tanto como pensei que iria custar, obviamente não vou dizer que não custou nada, mas não se fica a morrer de fome, a dada altura sente-se a necessidade de mastigar algo e nessa altura optei por comer um pouco de cenoura cortada em palitos.
Os sumos são bastante agradáveis, muito nutritivos e realmente fica-se saciado, o que menos me agradou foi o sumo #5 tanto que não o consegui terminar.
A ideia deste plano detox não é perder peso, ainda que é normal que se perca algum peso devido ao efeito diurético, mas limpar o organismo de toxinas e a verdade é que me senti mais leve e menos inchada, com mais energia, também notei a pele mais bonita e o cabelo menos seco.
Gostei tanto do resultado que neste momento já estou a testar algumas receitas de sumos detox que tenho feito ao pequeno-almoço.

27 agosto, 2015

Paté de truta fumada

O que eu gosto de petiscos no Verão!
Quer dizer, acho que gostamos todos... afinal de contas, o Verão é a época de petiscos por excelência.
Costumo fazer várias vezes paté de delícias do mar e paté de atum, desta vez queria fazer algo diferente, que fosse igualmente saboroso, mas mais leve.
A ideia era ter comprado salmão fumado, mas quando vi a truta fumada ao lado (nunca tinha visto, presumo que seja novidade) não resisti a trazer no carrinho das compras.
Na maioria dos patés que faço uso sempre maionese, a maior parte das vezes numa quantidade generosa... desta vez, para tornar este paté mais leve optei por usar queijo ricotta e apenas um pouco de maionese para que a textura ficasse mais cremosa.
Nunca um paté tinha "desaparecido" tão depressa cá por casa, por isso tenho a certeza que não só vou repetir a receita, como vou adaptar o uso do ricotta na maioria dos meus patés.




Ingredientes:
100g truta fumada
60g queijo ricotta
2 c sopa maionese
1 c. chá mostarda
Sumo de meio limão
1 c. chá aneto Margão
Pimenta rosa em grão q.b. (opcional)




Para acompanhar:
Tostas ou pão torrado
Panrustici de azeitona La Mole




Preparação:
- Coloque no copo da Bimby todos os ingredientes, excepto a pimenta rosa, e programe 30seg, Vel 5.
- Coloque no frio até a altura de servir.
- Sirva decorado com pimenta rosa e acompanhado por grissinis de azeitona e tostas ou pão torrado.

26 agosto, 2015

Pudim de chia com morango e coco

Uma das coisas que mais gosto da cozinha é de experimentar novas receitas e ingredientes.
Já há algum tempo que tinha curiosidade quanto ás sementes de chia, mais precisamente acerca do pudim de chia... algo céptica confesso, mas vi tantos pudins de chia por essa blogosfera fora, parecia tão interessante, que quis experimentar!
Para quem não conhece, as sementes de chia (salvia hispanica) é uma planta nativa da Guatemala e do México, dizem que já os astecas cultivavam o vegetal, quer as suas folhas quer as sementes são consideradas fonte de minerais, ómega 3 e aminoácidos essenciais, além disso é bastante saciante e as sementes podem facilmente ser adicionadas a vários tipos de receitas como pudins, mousses, sumos e batidos, iogurte, queques, etc.
Esta receita é fantástica, muito rápida, saudável e versátil. Não é precisa de muito tempo e a sua preparação é muito simples, é ideal como sobremesa, lanche ou mesmo como pequeno-almoço, podem usar qualquer tipo de leite e facilmente substituir o puré de fruta por fruta fresca em pedaços.




Ingredientes:
400ml leite de soja Shoyce
4 c. sopa sementes e chia
1 c. sopa de maple syrup
2 c. sopa coco ralado
1 c chá extracto baunilha
1 pitada de flor de sal Necton
300g morangos
Pistachios picados q.b




Preparação:
- Numa taça, coloque o coco ralado, as sementes de chia, o maple syrup e o leite de soja
- Juntar as sementes de chia e envolver, mexa de 15 em 15 minutos até que as sementes de chia absorvam todo o líquido.
- Divida o preparado por taças e leve ao frio cerca de 3 horas antes de servir.
- Numa liquidificadora, coloque os morangos e triture até obter um puré.
- Sirva o pudim de chia com o puré de morangos e decorado com os pistachios picados grosseiramente.



25 agosto, 2015

Pizzaria Luzzo

Não sei precisar há quanto tempo tinha esta pizzaria na minha lista, mas já era algum... Eu adoro pizzas e felizmente em Lisboa existem vários restaurantes que servem pizzas com qualidade, sendo a Luzzo sem dúvida uma delas.


Reservei mesa apenas no dia antes e logo ao telefone achei o atendimento bastante simpáitco! Muito bem localizada, não é difícil encontrar a pizzaria, o difícil será estacionar... optem por um dos parques da Av da liberdade ou vão de metro.


Ficámos numa mesa no pátio, um espaço pequeno mas bem aproveitado, que torna a refeição muito agradável. O atendimento foi muito simpático e prestável, não nos deram sequer a opção dos tablets já que foi sempre um empregado que se dirigiu à nossa mesa.



O couvert não nos foi servido, não sei se por termos pedido outra entrada, e sinceramente quando me lembrei já as pizzas estavam a chegar à mesa.
Escolhemos começar pelos peixinhos da horta italianos, feitos com espargos e presunto, e adorámos! Uma entrada com sabores muito bem conseguidos e fritura perfeita.



Para beber sangria, muito saborosa e fresca, com pouco açúcar. 
Depois, provei o sumo de morangos, que era bastante bom, mas sendo que os morangos não eram muito doces, o açúcar fazia falta.



Escolhemos as pizzas Luzzo e Onassis, gostei do pormenor do empregado perguntar se já podiam vir as pizzas divididas no prato o que foi muito práctico.
A Luzzo, com cogumelos, bacon e ananás caramelizado é deliciosa e viciante, apetece não parar de comer. A Onassis com camarões e vieiras, muito saborosa, infelizmente as vieiras estavam cozinhadas demais.


A massa da pizza ainda que fina, crocante e muito saborosa, pareceu-me mais pesada que o habitual (comparativamente ao Casanova e ao Este Oeste), já que quando chegámos a metade da pizza já nos começávamos a sentir cheios... por isso, não houve espaço para a sobremesa!


Click to add a blog post for Pizzaria Luzzo on Zomato

20 agosto, 2015

Em Forma

O livro “Em Forma – Receitas e Dicas para Desportistas”, lançado pelas Edições Plural, é especialmente pensado para todos os praticantes de desporto que procuram as melhores soluções alimentares para antes e depois dos seus treinos. 


A autora Natália Cavaleiro Costa, nutricionista e especialista alimentar, apresenta neste livro receitas de batidos, snacks e refeições com os alimentos mais indicados para repor o gasto energético e cuidar do organismo, partilhando ainda truques e dicas muito úteis para melhorar a performance do treino dos desportistas.


Assumindo-se também como uma adepta ativa do desporto, procurou compilar pequenos segredos que podem fazer uma grande diferença nas rotinas de qualquer desportista, revelando que “como o próprio nome indica, este livro é dedicado a todos aqueles que se preocupam com a sua boa forma, não só no modo como se exercitam mas também no que consistem as suas refeições”.


Procurando dar resposta às mais diversas necessidades alimentares dos praticantes de desporto, o livro “Em Forma – Receitas e Dicas para Desportistas” divide-se em três capítulos: Super Refeições, com entradas e pratos principais de carne, peixe e vegetarianos; Doces Fitness, com receitas de sobremesas doces mas equilibradas; e Snacks Energéticos, com lanches nutritivos para antes ou depois dos treinos. 


Lançado no final de Julho, pode ser encontrado em livrarias de norte a sul do país, pelo preço de venda ao público recomendado de 14.90€.

19 agosto, 2015

Feijoada de pota

Para aproveitar o resto dos tentáculos de pota que a minha mãe me trouxe, saiu esta feijoada.
Eu gosto de cozer a pota previamente, da mesma forma como cozo o polvo, simplesmente porque acho que quando junto os pedaços de pota à feijoada estes vão ficar muito mais tenros e suculentos, do que se simplesmente os cozinhar juntamente com os outros ingredientes da feijoada. 
Esta é uma receita amiga da nossa carteira, já que a pota é bastante económica, além disso é mais leve que a típica feijoada de carne e acima de tudo, é uma receita bem apurada e gulosa.
Se forem gulosos ou tiverem pouca pota, juntem camarão que fica uma delícia.
E o mais importante... não se esqueçam do pão para o molho!




Ingredientes:
700g tentáculos de pota
50g azeite
1 cebola
3 dentes de alho
1 folha de louro
50ml vinho branco

150g Polpa de tomate Compal da Horta
2 cenouras às rodelas
Metade de 1 chouriço às rodelas
1 lata de feijão branco Compal da Horta
1 c. chá de molho inglês
1 c. chá flocos de malagueta
Sal q.b.
Pimenta q.b.
Coentros picados q.b.




Preparação:
Coloque no copo da Bimby os tentáculos de pota e 100g de água, programe 30min, Temp Varoma, Vel 1 Colher Inversa.
- Corte os tentáculos em pedaços. Reserve.
- Coloque no copo o azeite, a cebola e o alho, pique 5seg, Vel 5.
- Junte o louro e a polpa de tomate, refogue 5min, Temp Varoma, Vel 1.
- Junte a pota, o chouriço e as cenouras tempere com sal e flocos de malagueta, programe 10min, Temp 100º, Vel Colher Inversa.
- Adicione o feijão, o molho inglês e os coentros, programe 5min, Temp 100º, Vel Colher Inversa.
- Sirva com arroz branco e salada.




18 agosto, 2015

Moules & Gin

Aproveitando um desconto de 50% da revista Activa lá fomos nós experimentar o Moules & Gin.
O restaurante está algo escondido numa ruazinha no centro de Cascais, mas nada que o GPS ou o Google Maps não resolvam.




Optámos por ir almoçar, pelo que o restaurante apesar de pequeno não estava muito cheio. 
O ambiente é agradável e descontraído, aquela decoração de cadeiras/mesas e afins ao estilo reciclado muito em voga neste momento.
O serviço tem fases... passo a explicar: uma empregada muito simpática e atenciosa, outra que parece estar a fazer um verdadeiro frete.


Pedimos como entrada a tábua com tártaro de salmão, tártaro de atum e vinagrete de mexilhão, todos eles muito bons, frescos e saborosos, perfeitos para partilhar a 2.


Para beber, escolhemos os 2 gins da semana que pela descrição pareciam interessantes. 
Gosto do conceito de acompanhar os mexilhões com o gin, acho que combinam muito bem, mas infelizmente não acho que a qualidade do gin justifique o preço.


Passando aos moules, escolhemos Moules Thai e Moules Curry.

O Moules Curry, preparados com molho de caril e manga são apurado e sem dúvida deliciosos, mas ao fim de algum tempo (e atenção que vocês sabem que sou uma apreciadora de caril) o sabor torna-se demasiado intenso e sobrepõe-se ao sabor fresco dos mexilhões. Quanto aos Moules Thai, foram sem dúvida a estrela do almoço, com um sabor muito equilibrado e fresco.



Para terminar, pedimos o cheesecake e a mousse de amendoim e chocolate, ambas deliciosas e muito, muito gulosas! 

13 agosto, 2015

Pica-pau de frango

Um daqueles petiscos que adoro no Verão é o pica-pau.
É muito fácil encontrar, desde as tascas às esplanadas de praia, sendo mais comum ser preparado com carne de porco ou vaca.
Quando vi uma receita de pica-pau de frango numa das revistas da Teleculinária, não resisti a experimentar!
É um petisco mesmo guloso, ainda assim menos pesado do que quando preparado com outras carnes, fica muito bem acompanhado com umas batatas fritas e uma bebida fresca, excelente para receber os amigos em casa para petiscar ou para uma refeição rápida.




Ingredientes:
2 peitos de frango grandes
1 c. chá alho em pó
1 c. chá paprika
1 c. sopa azeite
1 c. sopa de mostarda
1 c. sopa ketchup à portuguesa Paladin
3 c. sopa whiskey ou brandy
1 c. sopa vinho branco
Piri-piri q.b. (opcional)
2 folhas de louro
Azeitonas q.b.
Pickles q.b.
Sal q.b.
Pimenta q.b.





Preparação:
- Corte os peitos de frango em cubos, tempere com sal e pimenta, alho em pó e paprika. Reserve.
- Numa frigideira, deite o azeite e depois junte o frango, deixe cozinhar até que este fique dourado.
- Adicione a mostarda, o ketchup, o whiskey, o vinho branco e as folhas de louro, envolva, deixe ferver e o molho engrossar.
- Rectifique os temperos.
- Junte os pickles e envolva.
- Sirva como entrada ou petisco.




Fonte - Receita adaptada revista Teleculinária semanal  nº 1886

12 agosto, 2015

Pizza de figos e presunto

Por ser a fã de pizzas que sou, tenho as minhas preferências e manias!
Uma das minhas pizzas preferidas é aquela que é feita ou 4 queijos (ok, até pode ser mais, porque o queijo nunca é demais!) e é talvez das pizzas que mais peço quando vou a uma pizzaria, também adoro pizzas que tenham presunto ou bacon, cogumelos e legumes. Uma mania... durante muito tempo recusei-me a comer ou usar qualquer tipo de fruta na pizza, aliás ainda hoje em dia não é o tipo de pizza que mais goste com as honrosas excepções de ananás como na pizza de camarão, bacon e ananás e esta pizza maravilhosa de figos e presunto.
Como se não bastasse o preço dos figos, também não foram fáceis de encontrar... abençoada paciência do meu querido Bruno que, após percorrer várias superfícies comerciais aqui pela zona, numa visita à avó Rosa em que foi ajudá-la com as compras finalmente encontrou figos!





Ingredientes:
Massa de pizza
2 c. sopa Polpa de tomate, cebola e alho Compal da Horta
3 a 4 figos, partidos em quartos
4 fatias finas de presunto em pedaços
Mozzarella ralado q.b.
Oregãos q.b.
1 fio de azeite


Preparação:
Pré-aquecer o forno a 200º.
- Na massa de pizza, espalhe polpa de tomate, depois distribua o queijo ralado e por cima coloque os figos e o presunto, deite um fio de azeite.

- Leve ao forno durante cerca de 8 a 10 minutos.

- Retire do forno e sirva.





11 agosto, 2015

Waikiki - Praia da Sereia

Durante as férias uma das nossas praias de eleição foi a Praia da Sereia, onde se encontra o Waikiki um bar de praia e animação nocturna.
É um espaço já com duas décadas, recentemente renovado, tem várias zonas desde o bar/restaurante passando pelas camas lounge, uma área de esplanada na areia e as espreguiçadeiras, e à noite transforma-se em discoteca.


Existem empregados para cada zona, inclusive na zona das espreguiçadeiras basta consultar a ementa, fazer o pedido e depois é colocada uma pequena mesa com a refeição... perfeito para aqueles dias em que não temos nada preparado para levar para a praia ou simplesmente nos apetece relaxar ao máximo!

A felicidade do 1º dia de praia!

Quanto à comida, existem todas aquelas coisas que se esperam de um bar de praia: tostas, pregos, saladas e sandes, hambúrguers, sangria e caipirinha, sumos naturais, salada de frutas e muito mais!...
Os preços são muito bons, especialmente tendo em conta a localização e o tamanho das doses, além de ser tudo muito saboroso e rapidamente termos a comida à frente.
Se lá derem um pulinho, experimenta a tosta de salmão fumado e o preto em bolo do caco que são uma perdição!

06 agosto, 2015

Cataplana de bacalhau

Desde que provei e aprendi como se faz uma cataplana que fiquei rendida!
São receitas simples, mas sempre recheadas de sabor como eu bem gosto e a verdade é que para mim são o tipo de receitas que têm aquele "cheirinho de Verão".
Esta é uma cataplana completa e é perfeita para reunir amigos ou família à mesa, claro que pode acompanhar com uma salada fresca se assim entenderem, mas esta receita já tem a proteína, o hidrato de carbono e os legumes e garanto-vos que ninguém vai sair da mesa com fome!
Em receitas como arroz de peixe, tamboril ou polvo para apurar o sabor costumo colocar um pouco de molho inglês, mas desta vez decidi fazer algo diferente e optei por usar vinagre balsâmico.
O vinagre balsâmico é muito versátil como já devem ter visto em programas de culinária, além das típicas saladas pode ser usado em pratos de carne, peixe, molhos, marinadas e até sobremesas, é baixo em calorias e a sua utilização é uma forma de reduzir a quantidade de sal na receita.
E se aí por casa, tiverem uma receita especial com vinagre balsâmico aproveitem e participem neste passatempo da Ponti, podem ganhar uma viagem a Itália!





Ingredientes:
2 embalagens de supremas de bacalhau
5 batatas médias, previamente cozidas e às rodelas
100ml azeite
1 cebola
1 cebola roxa
4 dentes de alho
100g presunto
1 pimento verde
1 pimento vermelho
1 lata (400gr) de tomate em pedaços
1 folha de louro
2 c. chá de vinagre balsâmico Ponti
100ml vinho branco
2 c chá flocos de malagueta
Coentros picados q.b.




Preparação:
- Corte as cebolas em meia-lua, pique os alhos e o presunto, depois arranje os pimentos em tiras.
- Na cataplana ou num tacho, deite o azeite e depois junte as cebolas, o alho e deixe refogar por 3 a 5 minutos.
- Adicione o presunto, os pimentos, a lata de tomate e a folha de louro, depois envolva, feche a cataplana e deixe cozinhar durante cerca de 10 minutos.
- Abra a cataplana, junte o vinho branco, o vinagre balsâmico e o bacalhau em pedaços, tempere com sal e flocos de malagueta, depois volte a fechar a cataplana e deixe cozinhar durante 10 minutos minutos
- Rectifique os temperos, junte a batata às rodelas e os coentros picados, envolva e feche a cataplana, deixe cozinhar por 5 minutos.
- Abra a cataplana e sirva com salada.





Dica:
Se quiser, reduza a quantidade de bacalhau e junte camarão, amêijoa e/ou mexilhão.

05 agosto, 2015

Pataniscas de alho-francês

Nos últimos meses, tenho comprado alguns livros de culinária novos e com temáticas diferentes daqueles que habitualmente comprava, vou colocando alguns no instagram e vou sempre actualizando os meus preferidos ali em cima no separador Livros, mas pronto que depois das férias e com mais tempo que faço um post com as recentes aquisições.
Um dos livros que comprei foi O Novo Vegetariano um livro de receitas vegetarianas, escritas por um não vegetariano, que já estava na minha lista de compras há algum tempo... são receitas bastante diferentes e ousadas, como eu gosto!
Uma das receitas do livro que chamou logo a minha atenção foram uns fritos de alho-francês, confesso que achei a lista de ingredientes algo longa (e eu nem sou rapariga de me intimidar com isso!) e então resolvi reduzir a lista e a simplificar a receita, criando assim estas pataniscas.




Ingredientes:
400g alho-francês
2 cenouras
2 chalotas
50g azeite
4 ovos
150g farinha
2 c. chá baharat Aromas e Especiarias
Sal q.b.
Pimenta q.b.
Óleo ou azeite para fritar q.b.





Preparação:
- Coloque no copo da Bimby o alho-francês, as cenouras, as chalotas e o azeite, pique 5seg, Vel 5 e de seguida salteie 5min, Temp Varoma, Vel Colher Inversa.
- Coloque no copo os ovos, a farinha e os temperos programe 30seg, Vel 3.
- Frite as pataniscas em óleo ou azeite abundante bem quente e escorra em papel absorvente.
- Acompanhe com salada e molho de iogurte ou sweet chilli.



Preparação tradicional:
- Pique o alho-francês, as cenouras e as chalotas. 
- Numa frigideira, coloque o azeite e junte os legumes picados, deixe saltear durante cerca de 8 minutos, até que estejam cozinhados e macios. Reserve.
- Numa taça grande, bata os ovos e depois junte a farinha, o sal, a pimenta e o baharat, misture e depois junte os legumes e envolva muito bem.
- Frite as pataniscas em óleo ou azeite abundante bem quente e escorra em papel absorvente.
- Acompanhe com salada e molho de iogurte ou sweet chilli.





Fonte - Receita inspirada do livro O Novo Vegetariano