30 novembro, 2015

Sopa camponesa

A sopa é algo indispensável à nossa alimentação, para além de ser muito rica em nutrientes, também é bastante reconfortante principalmente nas noites frias que já se fazem sentir.
Para mim, acho que a sopa é um daqueles pratos em que facilmente podemos cair na rotina de fazer sempre com os mesmos ingredientes, caindo numa certa monotonia e depois claro que ficamos enjoados de comer sempre o mesmo!
Tento sempre variar nos legumes que uso na sopa, alternando entre os meus preferidos como as ervilhas, alho-francês, tomate, courgette, cenoura, cebola e, por aí fora, por exemplo sempre que posso uso cebola roxa, ervas aromáticas ou vinagre balsâmico que dão um sabor diferente à sopa deixando-a mais aromática e saborosa.




Ingredientes:
1 cebola roxa
3 dentes de alho
2 tomates
2 cenouras
1 courgette
Sal q.b.
Pimenta q.b.
Água q.b.
1 c. sopa vinagre balsâmico


Preparação:
- No copo da Bimby, coloque todos os ingredientes e programe programe 20min, Temp 100º Vel 1.
- Triture 1 min e vá progressivamente até à Vel 7.

- Adicione o vinagre balsâmico e envolva.
- Sirva com manjericão ou croutons.




28 novembro, 2015

28.11.2009



 
Foi nesta data e nesta hora que há 6 anos atrás dizíamos o "Sim!"
Foram 6 anos que passaram num piscar de olhos e ainda hoje me sinto, como diz a música "Lucky I'm in love with my best friend..."

27 novembro, 2015

Sugestão para o fim de semana #19



O Festival da Batata-doce de Aljezur, realiza-se entre 27 a 29 de Novembro, é uma iniciativa conjunta do Município de Aljezur e da Associação dos Produtores da Batata-doce de Aljezur e tem como finalidade a promoção dos sabores e saberes tradicionais, com destaque para a gastronomia, onde se incluem pratos e doces confeccionados com a afamada batata-doce desta região.

Esta iniciativa tem como principais objectivos promover e divulgar a batata-doce, promover as actividades económicas existentes no concelho como a agricultura e indústria e dar a conhecer os produtos de qualidade do concelho.


Durante o mês de Novembro em Esposende realiza-se uma iniciativa da Câmara Municipal em conjunto com as unidades de restauração do concelho, com o propósito de promover a gastronomia e os produtos endógenos da região, combatendo a sazonalidade e cativando clientes para a restauração e hotelaria, na época baixa.
Os restaurantes do concelho apresentam saborosas sugestões gastronómicas baseadas na carne, acompanhadas pelos vinhos verdes das quintas do concelho e rematadas por sobremesas de receitas conventuais de doçaria regional.
O programa completo pode ser consultado aqui.

Até dia 29 de Novembro, Ferreira do Zêzere será palco do 5º Festival Gastronómico da Abóbora, evento promovido pela Câmara Municipal, e que conta com doze restaurantes aderentes e quatro estabelecimentos de tapas, petiscos e doçaria local.
A abóbora é o principal ingrediente de um certame que pretende realçar as potencialidades deste produto.
Desde sopas a doces, passando pelos pratos principais, muitas serão as variedades e aromas a explorar, rebuscados a partir de receitas tradicionais do tempo dos nossos avós, com um toque de inovação e originalidade, proporcionado pelos chefes dos restaurantes e estabelecimentos aderentes. 
Os restaurantes aderentes podem ser consultador aqui.

Campo Pequeno acolhe, uma vez mais, o maior Mercado de Natal só com projectos portugueses.
De 28 de Novembro a 2 de Dezembro, na Arena do Campo Pequeno, mais de 100 expositores vão apresentar artigos de autor e peças de design exclusivamente de origem portuguesa, maioritariamente inspirados nas artes e ofícios tradicionais. 
Diariamente, das 11h às 21h, os visitantes podem encontrar peças originais, do tradicional ao contemporâneo, a preços atractivos, contribuindo para a sustentabilidade de pequenos ofícios e para o desenvolvimento da micro-economia nacional.

26 novembro, 2015

Frittata de legumes e bacon

Hoje trago mais uma receita de frittata, uma sugestão para os fins de semana, dias de preguiça ou que pode ser incluída no vosso brunch caseiro e que é perfeita para partilhar. Rápido, delicioso e sem grandes complicações!
As combinações que podem usar numa frittata não têm fim e isso permite usar ingredientes que temos em casa, na despensa ou no frigorífico. 
Podem usar outros legumes que tenham sobrado de um salteado ou que acabaram por não usar numa sopa, juntar cogumelos ou experimentar combinar outro tipo de queijo como requeijão, cabra ou feta.
Desta vez, optei por usar algum alho-francês que tinha sobrado de outra receita, um pouco de bacon e pimentos de conserva, este ingredientes funcionam muito bem entre si e acaba por existir um equilíbrio entre o salgado do bacon e o adocicado dos pimentos. 




Ingredientes:
30g azeite
2 chalotas
300g alho-francês
50g bacon
Pimentos grelhados Ponti q.b.
6 ovos
Queijo mozzarella ralado q.b.
Queijo parmesão ralado q.b.
Manjericão ou oregãos q.b.
Sal q.b.
Pimenta q.b.





Preparação:
- Pré-aqueça o forno a 180º.
- Bata os ovos e tempere com sal, pimenta. Reserve.
- Pique as chalotas, corte o alho-francês em rodelas, o bacon e os pimentos em pedaços.
- Num frigideira pré-aquecida, deite o azeite, as chalotas, o bacon e os pimentos, deixe saltear e depois adicione os ovos.. 

Deixar cozinhar a parte de baixo até que o ovo junto à extremidade da frigideira esteja cozinhado e fique dourado. Nessa altura, apague o lume e coloque por cima o queijo ralado.
- Leve a frigideira ao forno até que o queijo derreta e fique um pouco dourado.
- Acompanhe com salada.



25 novembro, 2015

Coelho assado com puré de feijão branco

As noites frias já pedem comida mais reconfortante, por isso agora começa a ser frequente ligar o forno para cozinhar, eu adoro comida feita desta forma já que além de ser práctico e simples, também acho que dá um sabor diferente à comida, talvez um sabor mais caseiro ou pelo menos é essa a sensação que transmite.
A carne de coelho é uma excelente fonte de proteína, possui muito menos gordura que outras carnes como vaca, porco ou mesmo frango. Sei que não é uma carne facilmente apreciada por todos, aliás quando eu era pequena também não gostava muito, hoje em dia é uma carne que gosto mas que prefiro preparar só de tempos a tempos. 
Pessoalmente, gosto sempre de fazer algum tipo de marinada ou usar várias ervas e temperos para que a carne ganhe bastante sabor, depois basta colocar no forno e esperar pelo momento de ir para a mesa.




Ingredientes:
1 coelho em pedaços
1 c. chá ervas de provence Margão
3 dentes de alho
1 c. sopa pimentão doce Margão
1 c. sopa azeite
50ml uísque
Sal q.b.
Pimenta q.b.

Ingredientes para o puré de feijão
2 chalotas picadas
1 dente de alho picado
1 c. sopa azeite
2 latas de feijão branco Compal da Horta
Pimenta q.b.




Preparação:
- Pré-aqueça o forno a 180º.
- Tempere o coelho com sal, pimenta, pimentão doce, ervas de provence e os alhos esmagados.
- Envolva todos os ingredientes, regue com o azeite e o uísque.
- Leve o coelho ao forno durante cerca de 45 minutos a 1 hora.
- Num tacho, deite o azeite e depois junte a chalota e alho picado, deixe refogar.
- Adicione o feijão escorrido, envolva bem no refogado e tempere com pimenta, deixe cozinhar alguns minutos.
- Usando uma varinha mágica ou um robot de cozinha, triture a mistura até obter um puré.




Fonte - Receita inspirada do livro "Receitas para todos os dias"

24 novembro, 2015

Sakura - Parque das Nações

Todos sabemos que a comida japonesa está na moda e recentemente houve um "boom" de restaurantes japoneses, uns mais a sérios e outros manhosos, pelo meio apareceram os especializados em all you can eat. Eu confesso que sou um pouco desconfiada deste tipo de restaurantes, possivelmente derivado de experiências menos boas no passado... Sucede que os nossos amigos Andreia e Filipe adoram restaurantes all you can eat,e la por causa do sushi/sashimi e ele porque existem sempre pratos cozinhados, então num Sábado meio chuvoso a nossa opção foi o Sakura do Parque das Nações. E devo dizer que não ficámos nada desiludidos!
Resumindo: óptima relação qualidade/preço, excelente localização e espaço e é excelente para matar o desejo por "sushi", especialmente aconselhado para grupos.


Começando pelo espaço, o restaurante está perto do rio e tem um sala bastante ampla, é excelente para grupos, tem apontamentos decorativos muito interessantes como uma fonte oriental com peixinhos, a ponte com as flores de cerejeira, biombos... e além disso, tem salas privadas onde podemos comer no chão.

Ao jantar é servido como um rodízio à mesa, basta observar a ementa e ao longo do jantar vamos anotando num papel o que queremos pedir as respectivas quantidades e a comida vai chegando à mesa. Desde shashimi, niguiri, gunkan, temaki, sopa miso, tempura, crepes, mexilhão no forno, variados teppan yaki... só precisam de ter apetite!

Estas fotos são uma mera amostra da variedade que é possível experimentar neste restaurante.
Deixo especial destaque para o sashimi que além de bastante fresco e saboroso está disponível nas variedade de salmão, atum, peixe manteiga e dourada; os niguiris muito bons onde encontram combinações diferentes como polvo, enguia ou tofu; as tempuras de legumes e de camarão cozinhadas no ponto.




Sakura Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

23 novembro, 2015

Passatempo Detox de Inverno

O Inverno é uma estação do ano qual é apetecível comer sopas quentes durante as principais refeições. É por isso que a Drink6 oferece, além do plano detox com os 6 sumos tradicionais de 500 ml, a opção de substituir os sumos do almoço e do jantar por 2 saborosas sopas que podem ser tomadas quentes.  
O vencedor/a terá a oportunidade de ganhar um kit detox, para isso basta seguir as regras abaixo.



Para ganhar um pack de um dia detox Drink6, basta seguir estas regras:
1) Fazer like no facebook da Drink6
2) Fazer like no facebook do blog
3) Partilhar o passatempo no vosso mural de facebook
4) Cada participante pode participar uma vez por dia. 
5) Preencher o formulário abaixo até dia 4 de Dezembro às 23h00.





O vencedor será seleccionado por random.org e depois contactado via email.
Passatempo válido para Portugal Continental.

Tarte de espinafre e queijo

Gosto imenso de fazer tartes salgadas (quiche, como preferirem), posso fazer massa quebrada e decidir se quero uma tarte com a massa mais alta ou mais fina, para além de poder utilizar no recheio os ingredientes que mais me apetecer na altura ou aproveitar para usar sobras de outras receitas. para além disso, é uma receita óptima para aqueles dias em que não apetece fazer nada e muito complicado, para complementar uma sopa ou até levar na marmita.
Neste caso, escolhi espinafres e como tinha vários pedaços de queijos diferentes no frigorífico (e como fã de queijo que sou) achei que seria uma óptima ideia misturá-los. Claro que bastaria mozzarella para que o resultado seja saboroso, mas pessoalmente ao juntar os vários queijos acho que ficou ainda melhor.
O blog (ou melhor, eu!) está em modo de mini-férias, os posts continuam como é habitual, mas estarei menos presente, podem continuar a acompanhar-me no instagram.




Ingredientes:
Massa quebrada
250g espinafres congelados, previamente descongelados
3 ovos
200ml natas
150g queijo ralado (mozzarella, edam e cheddar)
Pimenta q.b.




Preparação:
- Forre a tarteira com a massa quebrada e pique toda a massa com uma garfo, antes de a cozer, para que esta não enfole.
- Pré-aqueça o forno a 180º.

- Esprema e escorra bem os espinafres, depois coloque-os na base da massa.
- Por cima, espalha o queijo ralado.
- Bata as natas e os ovos, tempere com pimenta, deite a mistura de forma a cobrir o recheio.
- Leve ao forno durante cerca de 20 minutos.
- Acompanhe com salada.



20 novembro, 2015

Sugestão para o fim de semana #18




No terceiro sábado de cada mês, entre as 11 e as 18 horas, pode visitar os cerca de 40 projectos presentes nos Mercados na Alameda de acesso ao Jardim Botânico e participar nas actividades mensais do Museu Nacional de História Natural e da Ciência no âmbito do Ano Internacional da Luz.

Os Mercados no Museu são uma iniciativa organizada pela Nó Projectos Lx em parceria com o MUHNAC, inserida na programação mensal do museu, que conta com projectos na área do artesanato, joalharia, cerâmica, gastronomia, entre outros.

No dia 22 de Novembro, o Mercado Municipal de Tábua recebe a Festa do Vinho Novo, com objectivo promover e incentivar os pequenos produtores de vinho da região, através de uma série de iniciativas que irão decorrer durante o evento.
A abertura será pelas 11 horas, com um momento musical, seguida da prova dos vinhos a concurso, terminando a manhã com um almoço livre.
Pelas 14h30m, decorrerá o workshop “Viticultura e Agricultura da Região”, pela Agritábua, seguindo-se a entrega dos prémios relativos ao concurso “Vinho Novo de Tábua – 2015”, encerrando o dia com mais um momento musical.

A 2ª edição do Portugal Agro – Feira Internacional das Regiões, da Agricultura e do Agro-alimentar, organizado pela FIL – é um evento que pretende mostrar a agricultura portuguesa na sua diversidade e riqueza, mas também na sua forte vocação empresarial a que não é alheia a dimensão internacional. É um projecto transversal a toda a fileira agro-alimentar, que promove a capacidade produtiva nacional, as suas regiões, características e raízes, a excelência e qualidade dos seus produtos e seus produtores. É também uma oportunidade para as entidades regionais, sectoriais e municípios, mostrarem as potencialidades da sua região e dos seus produtos. 
O Portugal Agro tem início a 21 de Novembro, terminando no dia 23 de Novembro e está aberto ao público e a profissionais.
Mais informações no site.

19 novembro, 2015

Pescada à Indiana

É verdade que ainda há pouco tempo publiquei uma receita indiana, mas quem visita esta minha "cozinha" já sabe que sou uma fã deste tipo de gastronomia e de especiarias em particular, por isso nunca passo muito tempo sem testar uma nova receita.
Para variar um pouco, deste vez optei por usar peixe, mas claro que podem juntar camarão se quiserem uma receita mais rica ou até usar frango em substituição do peixe. 
Outra novidade nesta receita é que, ao invés do habitual leite de coco que costumo usar, decidi usar creme culinário de soja. Ao usar creme culinário de soja a receita é menos calórica, mas o molho fica igualmente cremoso e com as várias especiarias e temperos fica também igualmente saboroso, ou seja na práctica, ninguém vai notar que não usaram leite de coco ou natas nesta receita.




Ingredientes:
2 c. sopa óleo de coco
1 embalagem de Tranches de Pescada do Cabo
1 cebola picadas
2 dentes de alho picados
200ml polpa de tomate Compal da Horta
2 c. sopa coco ralado
1 c. sopa caril Margão
200ml creme culinário Shoyce
Coentros picados q.b.
Flocos de malagueta q.b. (opcional)
Sumo de meio limão
Sal q.b.
Pimenta q.b.
Arroz basmati para acompanhar




Preparação:
- Tempere as tranches de pescada com sal, pimenta e sumo de limão.
- Num tacho, coloque o óleo de coco e junte a cebola e alho picados, deixe refogar.
- Adicione a polpa de tomate, o coco ralado e o caril, envolva e deixe ferver.
- Junte o creme culinário e as tranches de pescada, tape e deixe cozinhar em lume brando durante cerca de 15 minutos.
- Rectifique os temperos, se desejar junte os flocos de malagueta, adicione os coentros picados e retire do lume.
- Sirva com arroz basmati.




Nota:
Pode substituir as tranches por medalhões ou lombos de pescada.

18 novembro, 2015

Tosta de espinafre, tomate seco e queijo

Todos temos aqueles dias em que simplesmente não apetece cozinhar... seja porque não fomos às compras, chegamos tarde e cansados a casa, é fim de semana e não apetece passar muito tempo na cozinha ou por mera preguiça. Sim, é verdade que tenho um blog de culinária, mas pasmem-se: tenho dias que não me apetece cozinhar!
Nesses momentos, opto por coisas simples: uma frittata, ovos mexidos, sopa, uma quiche básica, torradas... num desses dias em que não me apetecia cozinhar, mas também não me apetecia nenhuma destas coisas, lembrei-me de uma foto que tinha visto no instagram e que era uma espécie de tosta mista com espinafres e mozzarella.
Não consegui encontrar a receita original, então decidi juntar mais alguns ingredientes que achei que iam combinar muito bem com os espinafres, e este foi o resultado.




Ingredientes:
Pão
Molho Pesto Ponti
Folhas de espinafres
Tomate seco Ponti em pedaços
Queijo mozzarella ralado




Preparação:
- Ligue a tostadeira
- Numa fatia de pão, barre um pouco de molho pesto, depois junte o tomate seco, os espinafres e por cima coloque o queijo ralado.
- Pincele ligeiramente o lado de fora de cada tosta com um pouco de azeite, de forma a que o pão fique com um tom dourado.
- Coloque numa tostadeira e deixe cozinhar até que o queijo derreta e o pão fique com um tom dourado.
- Repita até obter o nº de tostas desejado.



17 novembro, 2015

Restaurante Il Matriciano com carta de Inverno

Apaixonada que sou pelos sabores italianos, não podia deixar escapar a oportunidade de degustar alguns dos novos pratos que fazem parte da carta de Inverno daquele que é para mim um dos melhores restaurantes de comida italiana em Lisboa, o Il Matriciano. 


O ambiente é intimista com um toque rústico, perfeito para casais ou pequenos grupos de familiares ou amigos, agora é possível encontrar numa das salas uma pequena lareira que nos transmite uma sensação acolhedora.

Começámos a refeição com duas bruschettas diferentes, uma composta por cogumelos porcini e a outra com queijo stracchino e pancetta, ambas muito saborosas, embora tenha achado que faltava algum tempero à bruschetta de cogumelos. Chegou ainda à mesa umas deliciosas e suculentas mini-almôndegas com molho de tomate que fizeram as delícias de todos à mesa!

Provámos vários dos pratos principais que compõem a nova carta de Inverno, como os raviolis com queijo ricotta, gnocchi caseiro, fettucine com tomate e salsicha italaina e ravioli com queijo e pimenta preta. A massa de todos estes pratos é caseira e cozinhada na perfeição, al dente como se quer, destaco os ravioli de ricotta e o fettuccine.

Tivemos oportunidade de provar uma sobremesa que normalmente não está sequer disponível em carta, os famosos cannoli, uma sobremesa com origem na Sicília que é composta por uma massa doce frita em formato de tubo e um creme. É algo de maravilhoso e é impossível parar de comer!  
Mas a verdadeira estrela da refeição são o novos gelados em forma de fruta, feitos exclusivamente em Itália (Salerno) para o Il Matriciano, só existem neste restaurante e são servidos dentro da própria fruta. Estão disponíveis sabores como banana, castanha, amendoim, morango, figo, ameixa e alperce, se visitarem este restaurante não se esqueçam de pedir esta sobremesa!


Il Matriciano Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato