06 abril, 2017

Escapadela em Chaves

Chaves é uma cidade repleta de história que vem desde os tempos do Império Romano. 
Descubra esta cidade e passeie pela zona ribeirinha, suba ao castelo e desfrute da vista panorâmica de toda a cidade, percorra as ruas pitorescas do centro histórico e atravesse a ponte romana ao pôr-do-sol, deixe-se surpreender pela arquitectura e visite os imponentes fortes, os museus e as igrejas. E sem esquecer a gastronomia de excelência, não deixe de provar o folar e o pastel de chaves.
Sem pressas, num fim-de-semana a dois ou num passeio em família, descubra esta bela e pitoresca cidade.




Da ampla Praça de Camões podem conhecer a Igreja Matriz de Santa Maria Maior, cujas primeiras referências surgem nas Inquirições Afonsinas de 1259. Ao longo sua existência sofreu diversas intervenções, revelando actualmente, épocas e estilos diferentes, do românico ao da renascença. O interior conserva a estrutura e ambiente medieval, conferido pelas pedras nas paredes, iluminadas pelos vitrais e janelas rasgadas nas naves laterais.




A partir daqui, ao lado encontramos a Igreja da Misericórdia, uma pequena igreja, cujas paredes laterais estão revestidas por painéis de azulejos do século XVIII; o Museu da Região Flaviense cuja missão é sensibilizar os públicos para a história da região; e a poucos passos o Castelo de Chaves, onde está instalado o Museu Militar, e subindo até ao último andar pode apreciar uma fantástica vista panorâmica da cidade.
Recomenda-se igualmente a visita ao Forte de São Neutel e Forte de São Francisco, e ao Museu Ferroviário.

Não deixe de percorrer calmamente as ruas de Chaves, em particular as ruas do centro histórico e a Rua Direita, com as suas varandas coloridas. E claro, quem vai a Chaves tem de experimentar os tradicionais pastéis e já agora o folar!
Pastelaria recomendada: Maria
Restaurante recomendar: Taberna Benito


A Ponte romana de Trajano é um ícone turístico e o monumento romano mais emblemático da cidade. Localizada sobre o rio Tâmega, ganha outra beleza à medida que o final do dia se aproxima, e ainda hoje é possível ler as inscrições latinas nas duas colunas, a montante e a jusante da ponte romana. Ao atravessar a ponte, encontramos a Igreja da Madalena, cujo estilo arquitectónico é o barroco, tendo sido construída no século XVIII, durante reinado de D. João V.


2 comentários:

  1. Nunca fui. Que fotos lindas Marisa. Tenho de visitar um dia... :)
    Beijinho
    Bimby & Sabores da Vida

    ResponderEliminar