04 maio, 2018

Os encantos de Viana do Castelo

Cheia de encantos que merecem ser descobertos, Viana do Castelo é uma das mais belas cidades do norte de Portugal.
Visitar Viana do Castelo é embarcar numa viagem já que possui um património único com os seus palácios brasonados, igrejas e conventos imponentes, uma arquitectura invejável tanto clássica como moderna, um centro histórico que é coração da cidade, e sem nunca esquecer a importante relação ao mar. Acima de tudo, uma cidade virada para o futuro que sabe preservar e manter vivas as suas tradições e memórias.




No centro histórico da cidade encontramos os seus principais monumentos: a Matriz medieval, os Antigos Paços do Concelho, a quinhentista Casa da Misericórdia e o Chafariz do mesmo século, entre outros, são marcos importantes de um passado com História. As encantadoras ruas e ruelas, as belas fachadas armoriadas, os painéis de azulejos preciosos no traço e na cor, as pequenas praças e recantos, são apenas algumas das coisas que chamam a nossa atenção.



Situada no centro histórico, próxima da Praça da República, a Igreja Matriz de Viana do Castelo remonta ao século XV e impressiona pela sua imponência. Apresenta características do românico em transição para o gótico, na decoração interior alguma talha barroca e retábulos neoclássicos. Nas imediações da Sé, são visíveis várias construções medievais, com realce para a chamada Casa dos Velhos, que constitui um belíssimo exemplar da arquitectura portuguesa da época da Expansão, à qual o desenvolvimento do burgo vianense está intimamente ligado.




Uma das mais bonitas igrejas que já tive oportunidade de visitar, a Igreja da Misericórdia construída entre 1716 e 1722 e desenhada por Manuel Pinto Vila Lobos, é um excelente exemplar da arquitectura barroca, sendo de realçar, no seu interior, os retábulos de talha dourada e as paredes inteiramente revestidas de belíssimos azulejos da autoria de Policarpo Oliveira Bernardes.



Toda a zona ribeirinha foi renovada e não pode deixar de visitar o Navio Gil Eanes, construído em Viana do Castelo nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, iniciou a sua actividade como hospital em 1955, apoiando durante décadas, a frota bacalhoeira portuguesa que actuava nos bancos da Terra Nova e Gronelândia. Depois de desactivada a frota, ficou ao abandono nas docas de Lisboa, durante muitos anos. Em 31 de Janeiro de 1998, foi recebido festivamente na Foz do Lima, onde, depois de limpo e restaurado, foi aberto ao público, assumindo-se como pólo de atratividade para Viana do Castelo.


O Museu do Traje de Viana do Castelo foi criado em 1997, assumindo a missão de estudar e divulgar a identidade e o património etnográfico vianense através do seu expoente máximo, o traje à vianesa. Por traje à vianesa entendemos o traje feminino, popular, rural, usado nas aldeias em redor de Viana do Castelo, que adquiriu características que o individualizam e tornam imediatamente identificável, tendo sido usado desde meados do século XIX até meados do XX.




De visita obrigatória, no alto do Monte de Santa Luzia que emoldura Viana do Castelo ergue-se o Templo-Monumento de Santa Luzia, dedicado ao Sagrado Coração de Jesus. Visível a quilómetros de distância, quem escolhe subir o monte até ao templo recebe em troca um panorama arrebatador, onde o bucólico e verdejante vale se funde com a modernidade e o urbano da cidade, tudo acompanhado pelo rio Lima que desagua no Atlântico, um cenário único de cortar a respiração.
Mais do que um símbolo religioso, pessoas de todos os cantos do país e do mundo a querem visitá-lo e prestar a sua homenagem, quer apenas por devoção ou pelo seu singular nível arquitectónico, com pessoas de vários pontos do país a contribuírem para a sua construção e a elevarem a referência em que se tornou.
O acesso pode ser feito de carro ou usando o Funicular de Santa Luzia.


Não é apenas no sul do país que se encontram lindas e extensas praias, a Praia do Cabedelo é muito apreciada pela sua proximidade à cidade e pelas excelentes condições naturais perfeitas para a práctica de windsurf e kitesurf, e é também muito frequentada pelos praticantes de bodyboard e surf.


Sem comentários:

Publicar um comentário