02 fevereiro, 2021

12 dicas para ser mais sustentável na cozinha

O desperdício alimentar e a sustentabilidade são assuntos cada vez mais importantes e actualmente temos uma maior preocupação em ter comportamentos sustentáveis no nosso dia a dia.
E é na cozinha que esse tipo de comportamento pode e deve ser practicado, pois bastam pequenas mudanças que nos irão permitir ter uma cozinha mais sustentável, com menos desperdício de alimentos e menos consumos de energia.
O post de hoje traz 12 dicas simples para tornar a sua cozinha mais sustentável todos os dias.



12 dicas para ser mais sustentável na cozinha

  • Planear as refeições
Não tenha medo de experimentar pratos diferentes, desta forma vai aprender novos pratos e ter uma alimentação mais variada. Se for mais simples escolha as refeições consoante os dias: 2ª feira vegetariano, 3ª feira peixe e por aí fora. 
Pode escolher um dia da semana e preparar os ingredientes/cozinhar para várias refeições e congelar ou cozinhar uma maior quantidade de cada refeição e desta forma garantir várias refeições
Tenha sempre sopa pronta, para qualquer imprevisto!
Veja o post 10 dicas para planear refeições.

  • Fazer lista de compras
Faça a lista com que precisa para preparar as receitas tendo em conta aquilo que já tem e aquilo que precisa de comprar e respectivas quantidades, assim evita compras desnecessárias.

  • Organizar a despensa e o frigorífico
Quantas vezes não comprou produtos em duplicado que afinal não precisava? Por isso, manter a despensa e frigoríficos limpos e organizados é essencial no planeamento e preparação das refeições, já que desta forma saberá que ingredientes tem disponível e pode escolher receitas de forma a usar esses mesmos ingredientes. 
Tenha atenção aos prazos de validade. Utilize primeiro os artigos que têm o prazo de validade mais próximo, e coloque-os sempre à frente dos outros, na despensa e no frigorifico.



  • Comer mais local e sazonal
Dê preferência à fruta e legumes da época e produzidos localmente, produtos mais frescos duram mais tempo, e além disso não só ajuda a economia local como reduz os poluentes emitidos durante o transporte.

  • Compre produtos a granel
Ao comprar produtos a granel está a evitar o consumo de embalagens desnecessárias, opte por reutilizar frascos (leguminosas, compotas, conservas, etc) e embalagens de outros produtos. Além disso, está a comprar apenas a quantidade que precisa e reduz o desperdício alimentar.

  • Aproveite cada ingrediente ao máximo
Sobrou um pouco de carne de uma refeição, peixe ou legumes? Existem imensas receitas que pode criar como quiches, empadas, massa, arroz, à brás... se sobrou pouca quantidade basta juntarem algo mais como atum, ovos, bacon, leguminosas, etc.
Fruta demasiado madura? Aproveite para fazer compota, sumos e batidos, em bolos ou pode consumir cozida ou assada, ou congelar para fazer gelados.
Pão duro? Pode fazer torradas, croutons ou o seu próprio pão ralado adicionando alho e ervas aromáticas.
E aproveite as cascas e folhas para criar um caldo de legumes ou sopa.

  • Congele os alimentos
Uma forma simples de combater o desperdício é congelando os alimentos. Pode congelar o que sobrou de uma refeição, alimentos frescos que comprou em excesso ou algo que não vai consumir de imediato.
Mais dicas e sugestões neste post.



  • Poupe água
Antes de lavar toda a louça do almoço ou do jantar, deixe de molho por alguns minutos. Fará com que a limpeza seja mais fácil, o que ajuda a economizar água e ao mesmo tempo a usar menos produtos químicos, como o detergente, que é prejudicial ao meio ambiente.
Além disso, a mesma água usada para cozinhar as batatas, também pode ser usada em purês e outros pratos. A da lavagem de frutas e legumes pode ser reaproveitada para regar plantas.

  • Poupe energia
Micro-ondas, jarro elétrico e outros pequenos electrodomésticos devem estar desligados das tomadas quando não estão a ser utilizados. Evite abrir o frigorífico sem necessidade, deixá-lo demasiado tempo aberto e evite guardar os alimentos ainda quentes.
Quando adquirir novos electrodomésticos, certifique-se que são o mais económico possível; e quando precisar de trocar as suas lâmpadas procure por modelos led que gastam menos energia e duram mais tempo.

  • Deixe os alimentos descongelarem naturalmente
Sabemos que é muito prático utilizar o micro-ondas para descongelar alimentos.
No entanto, esse é um gasto desnecessário de eletricidade, deixe que os alimentos descongelem naturalmente no frigorífico.

  • Reciclagem
Sempre que possível, faça a separação de itens recicláveis e orgânicos em casa.
Guarde o óleo de cozinha usado em garrafas de plástico e entregue nos pontos de recolha disponíveis.

  • Descarte menos
Sempre que possível não use guardanapos de papel, talheres, pratos ou outros produtos descartáveis.



Sem comentários:

Publicar um comentário