20 outubro, 2020

Jangada Ericeira

O restaurante Jangada, irmão mais novo do Infame em Lisboa, é um espaço aberto a todos que se apresenta descontraído e familiar, com cozinha aberta e uma vista soberba para o mar. Os paladares frescos, os sabores autênticos, a grande diversidade e a preservação da origem dos produtos são a essência da carta. Com pratos que envolvem paladares regionais e inspirados no mar, mas também deliciosas pizzas caseiras estaladiças, feitas com massa de longa fermentação, e cozinhadas em forno de lenha, nos quais a utilização de produtos locais é sempre privilegiada.





Um ambiente descontraído e acolhedor, do qual sobressaem a imensa vegetação, o forno a lenha de onde saem pizzas estaladiças, a lareira para os dias frios e o recurso a madeiras e ferro antigos reciclados em pormenores decorativos.
Começando pelo couvert, composto por pão, focaccia, grissinos, manteiga aromatizada e molho romesco, sabores simples e frescos, perfeitos para começar uma refeição. 


Os nomes dos pratos são bastante invulgares e originais, escolhemos Octopus Prime e Secrets from the Sea.
O Octopus Prime com polvo e bulgur, era divinal, o polvo era tenro e suculento e o bulgur imitava um arroz de tomate maladrinho que se desfazia na boca; e Secrets from the Sea são secretos de porco e arroz negro de berbigão, adorei a combinação de sabores terra e mar.




E nas sobremesas, Pavolova e Pudim Floyd.
A Pavolova é uma tentadora e deliciosa pavlova, com mascarpone e fruta,  doce e frescura bastante equilibradas, a  textura macia no interior e crocante no exterior, e é certamente uma das melhores pavlovas que já provei; o Pudim Floyd é um pudim de abade priscos, rico e guloso, com crocante de amêndoa e cremoso de limão que lhe conferem mais textura e leveza.



Jangada Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Sem comentários:

Publicar um comentário