09 abril, 2014

Sovex

É com grande satisfação que hoje vos apresento a parceria entre este blog e a Sovex.




Certamente podem não reconhecer o nome desta empresa, mas alguns dos seus produtos não vos são totalmente desconhecidos!
Alguns deles tornaram-se mais conhecidos graças aos livros da nutricionista Ágata Roquete, estou a falar das massas konjac. Para quem não conhece... resumidamente, são substitutos dos nossos hidratos de carbono habituais (arroz e massa), pobre em calorias, isento de glúten.
São produtos que encontram em lojas de produtos naturais, dietéticos/ervanárias e alguns deles já estão disponíveis nos hipermercados.

Agora... não se assustem!!! 
Não pensem que lá por ter publicar algumas receitas mais leves e saudáveis, que isto vai virar um blog de receitas de dieta ou que me converti a uma alimentação sem hidratos de carbono, porque não é essa a ideia e nem eu sou capaz de abdicar das minhas adoradas massas! Como já referi aqui, não defendo nem sou crente em dietas, mas acho que podemos tentar fazer algumas alterações para ter uma alimentação mais saudável e tenho curiosidade em experimentar alguns produtos sobre os quais tenho lido.


Em 1959/60, o fundador da SOVEX, em viagens que fez à Inglaterra, aos Estados Unidos da América e ao Canadá, notou a evolução e os cuidados, que estes países dedicavam à alimentação natural.Veio a constatar que na França, Suíça, Alemanha, Bélgica e mesmo na vizinha Espanha, se fabricavam, igualmente, vários produtos orientados para alimentação racional, chamados dietéticos ou de regime. Verificando a lacuna de tais cuidados e alimentos no nosso país começou a planear a comercialização e a possível fabricação destes produtos em Portugal.
Nasceu assim, a 10 de Março de 1962 , uma das pioneiras deste comércio em Portugal.

Os primeiros produtos comercializados foram sobretudo alimentares: bolachas, massas, pão e arroz integrais, vinagre de maçã, mel, melaço, extrato de malte, farinha de soja, compotas, pólen granulado, chás, chocolates para diabéticos, pudins e as farinhas “Fani”.
Os primeiros anos foram pautados por muitas dificuldades inerentes a um desconhecimento generalizado por parte do público e por parte das autoridades que não sabiam que tipo de lei deviam aplicar ou como deveriam classificar estes produtos.
À medida que os consumidores foram tomando conhecimento dos benefícios de uma alimentação saudável, foram pedindo uma gama cada vez mais vasta de produtos. Em consequência, foram surgindo mais colaborações com fornecedores estrangeiros e alargando-se o leque de produtos comercializados.



7 comentários:

  1. Parabéns pela parceria, Marisa! Não conhecia estes produtos!

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Parabéns Marisa!
    Parceria nota 10, belos produtos!

    Bjs

    ResponderEliminar
  3. parabéns!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Marisa como sabes meu blogue é de culinária saudável, mas não é por ser culinária saudável que não coloco receitas com hidratos.

    Uma alimentação saudavel e constituita por vários alimentos e um deles é os hidratos portanto acho muito bem que não os cortes nas tuas refeições.

    Infelizmente existem muitos nutricionistas hoje em dia que deixam muito a desejar mas pronto não critico o trabalho de ninguem porque casa um tem a sua forma de pensar e trabalhar.

    Realizei parceria agora com essa empresa eles tem produtos fantásticos muitos parabéns da tua fazes muito bem experimentar estes novos produtos acho que vais gostar muito:)

    Um grande beijinho querida

    ResponderEliminar