12 janeiro, 2021

Os 8 melhores restaurantes de 2020

O ano de 2020 foi difícil e particularmente complicado para o sector da restauração, e precisamente por isso não quero deixar de destacar alguns dos restaurantes que visitei ao longo do ano.
Mais importante do que o acto de comer, é a descoberta de algo novo e uma experiência completa que me levam a querer conhecer novos pratos e restaurantes e Lisboa Os restaurantes de Lisboa são tão variados como a própria cidade e podemos encontrar desde a tradicional cozinha portuguesa como restaurantes que nos levam numa viagem gastronómica por outros países.



Muito BEY
A Rua da Moeda, no Cais do Sodré, mesmo ao lado do Mercado da Ribeira, pode dizer-se que é um ponto de atracção para quem gosta de comidas do Mundo onde podemos encontrar desde comida peruana, a salsichas vienenses, ou street food asiática, e também os pratos de Beirute do Muito BEY.
O espaço tem um ambiente moderno e descontraído, com vários apontamentos de cor no chão e nas cadeiras, onde se serve uma cozinha libanesa com um toque moderno mas onde não faltam as especiarias vibrantes e os pratos reconfortantes.


Jangada Ericeira
O restaurante Jangada, irmão mais novo do Infame em Lisboa, é um espaço aberto a todos que se apresenta descontraído e familiar, com cozinha aberta e uma vista soberba para o mar. Os paladares frescos, os sabores autênticos, a grande diversidade e a preservação da origem dos produtos são a essência da carta. Com pratos que envolvem paladares regionais e inspirados no mar, mas também deliciosas pizzas caseiras estaladiças, feitas com massa de longa fermentação, e cozinhadas em forno de lenha, nos quais a utilização de produtos locais é sempre privilegiada.


Boteco Dona Beija
Foi em 2018 que o boteco brasileiro Dona Beija se instalou na Avenida Duque de Loulé onde oferece petiscos tradicionais brasileiros onde os amigos se juntam ao final da tarde para descontrair e conversar enquanto se reúnem à mesa. A par dos pratos que nos transportam para o calor do Brasil como Coxinha de Galinha, Bobó de Camarão, a tradicional picanha ou Escondidinho de carne seca, tem as caipirinhas de fruta e as caipirinhas inventadas na casa, de manga e limão ou de morango e coco.


Jaquinzinho
O novo restaurante de Santos recria uma casa de pescador e homenageia o mar, chama-se Jaquinzinho e conjuga a tradição da cozinha portuguesa a uma inspiração oriental e contemporânea, a estrela desta casa é o peixe fresco.
A ligação ao mar está sempre presente, desde a ementa onde existem apenas pratos de peixe, passando pela decoração, onde se destacam as pequenas embarcações penduradas, as capas de pesca amarelas, boias coloridas e até nos vinhos de pequenos produtores cuidadosamente seleccionados.


Casa da Dízima
Inaugurado em Maio de 2003, o restaurante mantém a traça original do séc.XV, um jogo de contrastes entre as texturas rugosas da pedra e as superfícies lisas do estuque e alvenaria, as abóbadas de cruz e de berço em tijolo crú com os metais enferrujados a ácido, o chão de pedra lioz da lourinhã, com as madeiras de teca do mobiliário.
Situado num dos locais privilegiados da linha de Cascais, com uma vista fantástica sobre o Tejo, pode-se desfrutar de uma cozinha tradicional e internacional.
Review brevemente!


De Levant
Nas ruas labirínticas do Bairro Alto encontramos um espaço é reflexo dos proprietários Itamar e Elad: descontraído e informal recheado de detalhes que contam histórias, com uma fusão de culturas e sabores onde se combinam as especiarias e ervas aromáticas e os grelhados são a grande especialidade.
Reservem o vosso apetite e não deixem de experimentar o pão recheado servido no couvert, o baba ganoush e o hummus, os kabab ou o entrecote marinado em tamaras, sem esquecer as deliciosas sobremesas. 


Saraiva´s
O Saraiva's era um espaço conhecido como sendo um dos mais clássicos e emblemáticos dos anos 70 em Lisboa, conta com uma localização privilegiada situado próximo do Parque Eduardo VII, reabriu em Maio de 2018 agora com um novo conceito e carta que trazem uma imagem com um toque de modernidade e mais descontraída sem esquecer o requinte e a elegância.
Uma excelente reinvenção de um clássico, onde é possível degustar uma cozinha despretensiosa com raízes portuguesas de excelente qualidade e com um serviço cuidado com imensa atenção a todos os detalhes.


Mano a Mano
Num ambiente descontraído e acolhedor, em 2018 o Mano a Mano abriu portas e trouxe até Lisboa a melhor faceta da gastronomia italiana. Aqui temos "hostilidades" (das boas!) à mesa... Risotto ou Pasta? Pizza napolitana ou romana? Pasta ou pizza? Vinho italiano ou cocktail de autor?, mas qualquer que seja a sua escolha vai poder desfrutar de uma refeição deliciosa.
O novo chef executivo, Giovanni Pellegrino, trouxe consigo uma nova carta e novas ideias, como o uso do pistáchio como substituto do tomate nas pizzas e outras combinações de sabores inesperadas e deliciosas. 


Sem comentários:

Publicar um comentário