08 março, 2019

Conhecer Roma

Roma foi amor à primeira vista e tornou-se uma das minhas cidades preferidas! 
Gosto de tudo em Roma: das multidões, do ritmo e energia contagiantes, das praças cheias de artistas e de música, da arte e arquitectura de cortar a respiração, de encontrar um pedaço de história em cada canto, e da comida que nos conquista!




A Piazza Venezia é uma das praças mais importantes de Roma e abriga o grandioso Monumento a Vittorio Emanuele, foi construído em homenagem a Vittorio Emanuele II o primeiro rei da Itália, logo após a sua morte, em 1878. Mais tarde, em 1921 na cripta projectada por Antonio Brasini, foram enterrados os restos mortais do soldado desconhecido, uma homenagem.
O Largo de Torre Argentina é uma das áreas arqueológicas importantes do centro histórico em Roma, oi descoberta em 1926 e abriga as ruínas de alguns Templos importantes do século III a.C., um deles teria sido dedicado a Deusa da Fertilidade. E o mais importante, ali estão também ruínas do Teatro de Pompeu, onde Júlio César, em 44 a.C. foi assassinado, apunhalado durante uma reunião do Senado Romano.

Não esqueçamos uma das fontes mais famosas do Mundo, a Fontana di Trevi conhecida pela famosa cena do filme “La Dolce Vita”de Fellini, entre outros tantos filmes nos quais foi utilizada como cenário, não é tão grande como possam pensar e está sempre repleta de turistas mas vale muito a pena a visita... seja de dia ou à noite!


Seguindo até a ponte Sant’Angelo, decorada com 10 estátuas representando anjos, todas desenhadas por Bernini, chegamos ao Castelo Sant’Angelo. Inicialmente construído como mausoléu, tornou-se um edifício militar, tendo sido construída uma ligação subterrânea ao Vaticano e permitia que os Papas se refugiassem no castelo em caso de ataques ou invasões a Roma e ainda hoje pode ser utilizada e visitada.


O Circo Massimo, localizado entre os montes Aventino e Palatino, era um recinto alongado com espaço para 300.000 espectadores. A pista de areia, com 600 metros de comprimento e 225 de largura, fazia do Circo Máximo o maior de Roma, diante do Circo Flamínio e do Circo de Maxêncio. Aqui aconteciam diferentes competições, entre as quais se destacavam as corridas de carros, nas quais os participantes tentavam dar sete voltas ao Circo.



É um dos edifícios mais emblemáticos do mundo, um verdadeiro postal e a principal atracção turística de Roma, o Coliseu foi erguido há mais de 2000 anos . Foi o maior anfiteatro construído durante o império Romano, também é possível visitar o Forum Romano e o Monte Palatino, a cidade na maioria são ruínas do grande império, mas ainda é possível ver bastantes edifícios. 
Durante o Império Romano, o Coliseu Romano permitia a mais de 50.000 pessoas desfrutar de seus espetáculos preferidos. As exibições de animais exóticos, execuções de prisioneiros, recreações de batalhas e lutas de gladiadores acompanharam durante mais de 500 anos o povo romano.
A não perder, mas recomendo que para evitarem as horas de fila comprem os bilhetes com antecedência.




Existem inúmeras igrejas em Roma, e mesmo que não seja religioso vale a pena visitar a maioria destas pequenas igrejas já que possuem uma arquitectura impressionante. Destaque para a  Basilica di Santa Maria degli Angeli e dei Martiri, no centro da Piazza della Repubblica, projectada por Michelangelo em 1562 foi sendo alterada ao longo dos anos mas manteve a junção do antigo e do moderno; a poucos minutos de distância, Igreja Santa Maria della Vittoria, muito famosa por aparecer no filme “Anjos e Demónios”, aqui encontra um dos maiores símbolos da arte barroca, o Êxtase de Santa Tereza, de Gian Lorenzo Bernini; depois caminhe pela Via Barberini, onde você encontrará a praça do mesmo nome, com a monumental Fontana del Tritone, outra incrível obra  de Bernini; e pela famosa Via del Corso e após passar pela Via Vittoria, encontrará a Basilica dei Santi Ambrogio e Carlo al Corso, ou simplesmente San Carlo al Corso, é um exemplo da arte barroca em Roma lindamente decorada por frescos e mármores e impressiona por sua beleza.


A Piazza di Spagna é um dos lugares mais vibrantes de Roma, sempre cheia de gente é aqui que encontra a famosa Spanish Steps, construídas em 1720 é um local muito popular e frequentando tanto por turistas como por locais, ideal para quem gosta de conviver e observar a vida citadina.
Inaugurado em 1760, os amantes de café não podem deixar de visitar o Antico Caffé Greco. Por aqui já passaram figuras históricas como Goethe, Wagner, Morrissey e até mesmo Casanova, é o bar mais antigo de Roma e o segundo mais antigo de Itália.
Em Roma não precisa visitar museus, já que a cidade é um verdadeiro "museu a céu aberto", mas se quiser conhecer verdadeiras relíquias da história romana recomendo a visita à Galleria Borghese. É um dos museus mais importantes de Roma, possui uma das mais impressionantes coleções de arte, bilhetes são limitados. Além disso, está inserido dentro da Villa Borghese, o segundo maior parque urbano de Roma, com cerca de 80 hectares possui fontes, há música, pode fazer um piquenique... já vale a pena a visita!

Um dos meus locais preferidos em Roma, o Campo di Fiori é uma das zonas mais autênticas da cidade. Todas as manhãs realiza-se o mercado onde pode encontrar desde fruta e legumes, como massas, vinagre balsâmico, especiarias e muito mais, é muito animada longo de todo o dia e também é uma excelente opção para jantar. Se quiser fazer um tour gastronómico, o Campo de Fiori é o ponto de partida ideal.
Com uma arquitectura impressionante, o Panteão é o monumento mais bem conservado da história e da Roma antiga. Originalmente era um Templo e em 609 d.C. foi transformada em uma Igreja Católica, a Basílica di Santa Maria della Rotonda. Realizam-se missas e celebrações todos os dias. No interior do Pantheon se encontram as tumbas dos reis da Itália; Vittorio Emanuele II e Umberto I, além da tumba do famoso pintor Raffaello Sanzio. 


A Piazza Navona a minha praça preferida e provavelmente a mais agitada das praças em Roma, é um ponto de encontro e convívio de locais e turistas, está sempre repleta de artistas: músicos, pintores, estátuas vivas, e muitos outros. Possui obras maravilhosas como a Fontana Del Moro, Fontana dei Quattro Fiumi ou Fonte dos Quatro Rios, uma das mais belas e criativas obras de Bernnini, e Igreja de Santa Inês em Agonia, um dos exemplos de arquitetura barroca em Roma.


Sem comentários:

Publicar um comentário